Noticia Regional

Chamusca responde para torcedores do Papão

20/03/2017 14:48:23

A vitória na última sexta-feira (17) diante do Galvez-AC, que assegurou ao Paysandu a classificação à segunda fase da Copa Verde, mas não foi capaz de abrandar a ira dos torcedores, que não se mostram contentes com o desempenho do time na temporada. Mas, se a performance bicolor não agrada a Fiel, o mesmo não acontece com o técnico Marcelo Chamusca, que vê predicados no time, se valendo dos números dos jogos levantados pelo analista de desempenho do clube, Cadu Furtado.

 

“Fizemos 17 finalizações, criamos uma série de oportunidades, poderíamos ter definido o jogo pelo número de chances criadas, tivemos 24 roubadas de bola, foram três escanteios e, no primeiro tempo o Emerson praticamente não tocou na bola”, justifica. O treinador diz encara com estranheza a reação do torcedor.

 

“Estou há muito tempo no futebol e não me surpreendo com a reação do torcedor. Mas tem alguma coisa de estranho no comportamento do torcedor”, afirma. Ele ressalta o desempenho do time na temporada, em especial a campanha na Copa Verde.

 

“Estamos a sete jogos sem tomar um gol. É mais de um mês sem tomar gol. Temos a segunda melhor defesa do Brasil, conseguimos passar para a próxima fase (da Copa Verde), que era o nosso objetivo e ainda temos 60% de aproveitamento nos pontos disputados”, lembra.

 

Torcida ainda na bronca

 

Insatisfeitos com as últimas atuações do time, que, na opinião deles, vem vencendo, mas não convencendo, torcedores do Paysandu estiveram, ontem pela manhã, na Curuzu, quando não pouparam críticas ao técnico Marcelo Chamusca, principal alvo do dos protestos, aos jogadores e à diretoria, acusada de ter errado na escolha do treinador e, principalmente, de alguns jogadores que formam o elenco bicolor.

 

Os torcedores não tiveram acesso ao estádio, gerando ainda mais criticas ao comando do clube. Eles ficaram do lado de fora da Curuzu, reunidos próximos ao principal portão de entrada do local. Os torcedores pediam a saída de Chamusca, o que já havia ocorrido após o jogo contra o Galvez-AC, bem como a dispensa de alguns atletas do elenco, acusados de não reunirem os requisitos necessários para vestir a camisa do time.

 

“Desde o início da temporada que o Paysandu não apresenta um padrão de jogos e a promessa é de que as coisas vão melhorar no próximo jogo, mas isso não acontece”, disparou o torcedor Carlos André Rodrigues, um dos manifestantes. “Já ficou claro que não só o Chamusca, mas também a maioria dos jogadores não estão à altura do Paysandu”, completou o torcedor.

 






Av. Almirante Barroso,2190, 3° andar. Marco

© Copyright 2011-2014 | Rádio Clube do Pará - Todos os direitos reservados