Cezar Magalhães/DOL

Definitivamente, o caso de amor envolvendo o Clube do Remo e o meia Eduardo Ramos terminou. Nesta sexta-feira (28), o jogador entrou com uma ação na justiça do trabalho contra o clube remista, na qual pede um valor pouco acima de R$ 3 milhões, segundo informação divulgada pelo repórter Paulo Caxiado, da Rádio Clube do Pará.

Eduardo Ramos cobra do Leão direitos de imagem, salários atrasados e outras providências ligadas ao Remo durante sua passagem pelo clube.

O jogador chegou no Baenão após atravessar a Avenida Almirante Barroso, pois atuava no Paysandu quando decidiu vestir a camisa remista.


Apelidado de “mito” pela torcida azulina, Eduardo Ramos conquistou dois títulos estaduais (2014 e 2015), além do acesso para a Série C do Campeonato Brasileiro.

Atualmente, o jogador se envolveu em uma polêmica com o técnico Josué Teixeira, em uma rede social sobre a sua recuperação no departamento médico azulino, no qual deixou o atleta de fora das semifinais do Parazão, contra o Independente.

A audiência entre Eduardo Ramos e Clube do Remo já está marcada para o próximo dia 30 de maio.

(Com informações da Rádio Clube do Pará)