Ao que tudo indica a vaga é de Diogo Oliveira

Will no lugar de Willian Simões e Diogo Oliveira de volta ao meio de campo. Essas são as dúvidas que pairam no ar em torno da escalação do Paysandu para enfrentar o Galvez-AC, manhã, na Curuzu. Ontem, o técnico Marcelo Chamusca ministrou, à tarde, no local da partida um treino tático ao elenco bicolor, sem o acesso da imprensa. Mas tudo indica que pelo menos uma das mudanças deverá ser ratificada pelo treinador, no caso, a entrada de Diogo no meio de campo, já que o atleta deu mais vida ao time ao entrar no segundo tempo do confronto com o Independente, pelo Parazão.

 

 Já a permanência de Will na lateral-esquerda, substituindo o titular Simões, parece ser mais remota, com o atleta revelado pela base bicolor devendo compor o banco de reservas, como vinha ocorrendo até a partida contra o Galvez, em Rio Branco. No mais, o Papão não deverá mudar muito em relação à formação que vem atuando, ou seja, os bicolores devem alinhar com Emerson; Ayrton, Fernando Lombardi e Willian Simões; Wesley, Rodrigo Capanema e Diogo Oliveira; Alfredo, Leandro Carvalho e Bégson.

 

 


 

Retrospecto no torneio é o melhor possível

 

Desde sua estreia na Copa Verde, no dia fevereiro de 2014, impondo a goleada por 7 a 2 sobre o Náutico, de Roraima, a maior já registrada na história do torneio, o Paysandu já realizou até aqui 23 jogos na Copa Verde e, curiosamente, jamais foi eliminado, em casa por equipes de outros centros. Foram três partidas, tendo como adversários Santos-AP (0 x 2), Fast Clube-AM (0 x 3) e Náutico-RR (4 x 0). Caso passe pelo Galvez-AC, amanhã, o Papão manterá a escrita de se impor contra visitantes.

 

No duelo contra o seu maior rival, o Clube do Remo, o Papão realizou até aqui seis jogos, com quatro vitórias e uma derrota bicolor. Houve empate em apenas um clássico. Esta é a primeira vez que os bicolores decidem vaga com o Galvez-AC. Mas, outro adversário acreanos estive no caminho do Papão, em 2016, o Rio Branco-AC, que no jogo de ida, na Curuzu, caiu por 1 a 0 e, na partida de volta voltou a ser derrotado, desta fez por 5 a 2.

 

 

PROGRAMAÇÃO

 

Hoje, Marcelo Chamusca orienta um treino recreativo, mas o treinador já deve ter a formação do Papão na cabeça, deixando para anunciá-la, no entanto, somente minutos antes de a bola começar a rolar na sexta.

 

(Nildo Lima/Diário do Pará)