A eliminação para o Flamengo nas semifinais da Copa do Brasil foi assimilada, dentro do possível, de forma positiva pelo Botafogo, que procura virar a chave e já pensar em Campeonato Brasileiro e Copa Libertadores. Isso porque, a falta de opções ofensivas, que muito se deu ao longo do torneio mata-mata, pesou bastante no desempenho do time, que pecou na criação de jogadas e na tentativa de agredir o rival.

“Faltou agredir mais o adversário, criar mais, foram poucas finalizações. Mas precisamos analisar isso. No jogo, tivemos uma cabeçada do Guilherme e o Flamengo, fora o gol, que surgiu em uma jogada individual, também não conseguiu mais lances de perigo”, disse Jair Ventura.

Guilherme, que começou jogando, é uma costumeira arma de segundo tempo. Atuou entre os titulares porque o atacante Rodrigo Pimpão estava suspenso. Os meias Leonardo Valencia e Marcos Vinícius e o atacante Brenner sequer estavam inscritos na competição, em função do regulamento. Pelo mesmo motivo, o Flamengo também sofreu por conta das ausências do apoiador Everton Ribeiro e do atacante Geuvânio.


“Infelizmente pecamos neste sentido e vamos trabalhar para mudar essa realidade. Mas o ano não acabou e teremos pela frente a Copa Libertadores e o Campeonato Brasileiro”, afirmou Jair Ventura, já tentando mudar o foco da derrota.

O elenco do Botafogo, que participou de um trabalho regenerativo nesta quinta-feira, volta a treinar nesta sexta-feira pela manhã, quando Jair Ventura vai começar a projetar a escalação para o duelo contra o Bahia no próximo domingo, às 16h (Brasília), na Arena Fonte Nova, em Salvador, pela 22ª rodada do Campeonato Brasileiro. Para este compromisso, além do retorno de Rodrigo Pimpão, o Botafogo terá a volta do zagueiro Joel Carli, que também cumpriu suspensão no clássico. Além deles, os atletas que não podiam jogar a Copa do Brasil também serão utilizados, com exceção do chileno Valencia, que cumpre suspensão após terceiro cartão amarelo recebido na derrota para a Ponte Preta.

Como não há jogos na próxima semana, por conta dos compromissos da Seleção Brasileira nas Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2018, nenhum jogador deverá ser preservado do confronto com os baianos. Com 28 pontos conquistados, o Alvinegro busca um triunfo para encostar no G6.

Fonte: Gazeta Esportiva