A discussão entre Felipe Melo e Omar Feitosa ocorrida após o rachão da última terça-feira já ficou no passado na visão de Cuca. Porém, o treinador não deixou de afirmar que um problema deste tipo pode atrapalhar o elenco do Palmeiras e confirmou a multa de 20% no salário de ambos.

Veja também: Estrelado, elenco palmeirense vive início tumultuado em 2017

“O Felipe teve um problema, um desentendimento com o Omar dento do campo, uma exposição em momento desnecessário, numa véspera de Libertadores, que poderia ter consequência. Não foi legal, eu fui para dentro, reuni, fiz o que tinha que fazer dentro do vestiário e o Alexandre (Mattos) fez o que tinha que fazer também”, declarou o treinador em entrevista à TV Bandeirantes.


O comandante afirmou ainda que o montante referente à punição será revertido a instituições de caridade escolhida pelo clube. Cuca não deixou de enaltecer a importância de Felipe Melo no elenco, porém destacou que, em caso de novo problema, a punição será pior.

“Já passou, já é assunto superado, que não ocorra mais, porque da outra vez não terá uma multa, será pior. A gente tem que ter lá dentro uma disciplina, isso cabe para todos, porque senão as coisas passam em cima do outro. Em relação ao Felipe, não tem queixa nenhuma, a não ser isso. Ele tem os mesmos direitos e deveres dos demais jogadores. A gente confia e espera que ele ajude bastante, principalmente os mais jovens, ensinando tudo que ele aprendeu lá fora”, analisou Cuca.

O próximo compromisso da equipe do Palmeiras será o clássico contra o São Paulo, às 19 horas (de Brasília), neste sábado, no estádio do Morumbi, válido pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro.

Fonte: Gazeta Esportiva