epois da polêmica envolvendo a tradutora Danuza Grippa e sua atuação como intérprete de Libras, o que resultou em seu desligamento, a diretoria do Paysandu apresentou outra profissional nesta área, nesta quinta-feira (17).

A medida foi feita durante a entrevista do atacante João Leonardo, que falou à imprensa com ajuda de uma intérprete em Libras, que traduziu ao lado do atleta.

(Foto: Reprodução / Instagram)


 

Segundo o clube, a profissional é Ednusia Queiroz que irá fazer as traduções durante as entrevistas do clube. A profissional já realizou vários cursos de intérprete de Libras e atua há 15 anos na Assembléia de Deus.

A medida de utilizar intérprete de Libras nas entrevistas coletivas é uma inovação no futebol após a primeira dama do Brasil, Michelle Bolsonaro usar o método durante a posse do marido, Jair Bolsonaro e foi uma marca pioneira do clube bicolor, embora tenha sofrido inúmeras críticas após declaração de Danuza, em uma rede social.

  • E MAIS: Quer comprar material esportivo mais barato? Clique Aqui

(Diego Beckman/DOL)