As apresentações do Atlético-MG não têm sido boas. O futebol mais fraco do que o esperado voltou a se repetir na vitória sobre o Avaí, por 1 a 0, na noite desta quarta-feira, no Independência, em confronto válido pela quinta rodada do Campeonato Brasileiro.

De acordo com os atletas, os jogos ruins acontecem por causa da rotina do calendário brasileiro, que não dá descanso, com sequências muito grandes de jogos.

“Vitória importante, sofrida, mas a gente precisava somar esses três pontos, principalmente em casa. É nítido o desgaste, o que importa são os três pontos, descansar que domingo já tem pedreira”, salientou o atacante Fred, lembrando o duelo contra o Vitória, no fim de semana.


O desgaste é visível em diversos atletas, como Fábio Santos e Elias. O volante fez 14 jogos em sequência até descansar, na rodada passada. Já o ala completou seu 16º duelo. Ele vai parar na próxima partida por causa do terceiro cartão amarelo.

Para Elias, é o momento de contar com todo o elenco. “Tem que contar com elenco, a gente está disputando todos os campeonatos para vencer, fazer bonito, e a consequência são as lesões. O Fábio tem vários jogos seguidos, eu fiz 14 seguidos, é difícil manter o mesmo nível de atuação. Serviu para quebrar a falta de vitórias”, destacou.

Para descansar, o técnico Roger Machado deu folga geral para os jogadores nesta quinta-feira. Os atletas voltam aos trabalhos na sexta, na Cidade do Galo, já com foco no duelo contra o Vitória, no domingo, às 16 horas (de Brasília), em Salvador.

Fonte: Gazeta Esportiva