O Atlético-MG não suportou a força do Paraná jogando em casa. Em duelo na noite desta quarta-feira, no Couto Pereira, casa do Coritiba, na partida de ida das oitavas de final da Copa do Brasil, o Galo perdeu por 3 a 2, de virada.

Não foi uma das melhores noites do camisa 1 alvinegro com a camisa do Atlético. O arqueiro sofreu tentos que não tem costume de levar, como no primeiro gol, quando tentou antecipar o lado de uma cobrança de falta, ou no terceiro, quando não conseguiu chegar numa bola defensável.

Os mineiros, de modo geral, foram bem. A equipe começou vencendo, mas sofreu o empate. No segundo tempo marcou o desempate, mas foi golpeado com a virada, mesmo quando era superior no jogo.

As equipes voltam a duelar na próxima quarta-feira, no Independência. O que serve de alento para o torcedor preto e branco são os dois gols fora de casa – critério diferencial na Copa do Brasil. Assim, o time de Roger Machado precisa de vitória simples, por 1 a 0, para avançar.

Primeiro tempo

O Atlético-MG começou o jogo superior. O Galo entrou em campo querendo o resultado rápido e, por isso, foi com o que tem de melhor para o ataque. O clube mineiro atacava com muita gente e não tinha dificuldades na recomposição.


E não demorou para o Galo abrir o marcador. Aos 8 minutos, em cobrança de escanteio, a bola encontrou o volante Elias, sozinho, quase na pequena área, para empurrar para o fundo das redes. O jogador chegou ao seu quinto gol em seis jogos.

Atlético-MG precisará reverter a desvantagem em Belo Horizonte (Foto: Bruno Cantini/Atlético-MG)

Após sofrer o tento, o Paraná acordou no jogo. A equipe se soltou mais e buscou o ataque. E foi assim, em uma dessas descidas, que o ataque paranaense conseguiu uma falta. Aos 19, Guilherme Biteco fez a cobrança, por baixo, confundindo o goleiro Victor, e dando o empate.

Depois do empate, o Galo voltou a ser superior e assim ficou até o fim do primeiro tempo. O Atlético chegava com vários jogadores ao ataque e isso dava superioridade aos mineiros nas situações de ataque. Desta forma, o Galo mandou uma bola na trave, com Robinho, e outras três chegadas perigosas, com Fred, Cazares e Elias.

Segundo tempo

O Galo começou querendo o desempate. Com três minutos de etapa complementar, os visitantes já tinham dado, pelo menos, três chutes a gol. O Paraná procurou dar uma resposta. Vendo a pressão do Galo, a equipe conseguiu um contra-ataque e a bola parou na trave.

O Galo não vacilou e conseguiu mais um gol. Em troca de passes no meio-campo, Cazares recebeu e mandou para Robinho. O Rei das Pedaladas conseguiu o drible e colocou a redonda no fundo das redes.

O Paraná, entretanto, teve a força para, mais uma vez, correr atrás do resultado. Mesmo sendo pior em campo, o time chegou à igualdade. Felipe Alves aproveitou cruzamento na área e deu novo empate a sua equipe.

O time, que seguia pior em campo, conseguiu a virada, novamente com Guilherme Biteco. Aos 28, ele conseguiu chute no canto e fez o terceiro, definindo a vitória.

FICHA TÉCNICA
PARANÁ CLUBE 3 X 2 ATLÉTICO-MG

Local: Estádio Major Antônio Couto Pereira, em Curitiba (PR)
Data: 24 de maio de 2017, quarta-feira
Horário: 21h45 (de Brasília)
Árbitro: Rodrigo D’Alonso Ferreira (SC)
Assistentes: Kleber Lucio Gil (Fifa-SC) e Helton Nunes (SC)
Cartões Amarelos: Gabriel Dias, Alex Santana (Paraná); Felipe Santana, Rafael Carioca, Robinho (Atlético).
Gols: PARANÁ: Guilherme Biteco, aos 9 minutos do primeiro tempo; Felipe Alves, aos 19, e Guilherme Biteco, aos 28, minutos do segundo tempo
ATLÉTICO-MG: Elias, aos 8 minutos do primeiro tempo; Robinho, aos 10 minutos do segundo tempo;

PARANÁ: Léo; Leandro Vilela, Eduardo Brock, Rayan, Igor, Gabriel Dias, Alex Santana, Renatinho (Jhony, Guilherme Biteco (Matheus Carvalho), Pedro Bortoluzo (Felipe Alves), Robson
Técnico: Cristian de Souza

ATLÉTICO-MG: Victor, Marcos Rocha, Felipe Santana, Gabriel, Fábio Santos, Adilson (Maicosuel), Rafael Carioca, Elias, Cazares (Otero), Robinho e Fred (Rafael Moura)
Técnico: Roger Machado

Fonte: Gazeta Esportiva.