A temporada 2002 para o Paysandu foi épica com os títulos do Parazão, Copa Norte e Copa dos Campeões, porém um jogo deixa o torcedor bicolor em dúvidas, quase 18 anos depois.

Capitão bicolor naquela temporada, o ex-jogador Sandro Goiano falou em entrevista a uma rádio gaúcha sobre o duelo contra o Internacional-RS, partida em que o Papão poderia rebaixar o Colorado para a Série B, porém, a vitória do time visitante por 2 a 0 dentro do Mangueirão deixou a Fiel Bicolor entristecida.

“Momentos antes do jogo, o nosso presidente na época ofereceu um bicho para vencer o jogo, porém alguns jogadores pediram para não jogar. Naquela altura, o time estava ali para cumprir tabela e esse bicho era maior, em relação aos outros jogos onde a gente dependia do resultado”.


Sandro ainda recorda que a vitória colorada mudou os rumos da carreira, pois anos mais tarde o ex-jogador atuou no Grêmio-RS.

“O presidente ficou irado com a derrota, ao ponto de barrar minha ida para o Internacional-RS, pois o Muricy Ramalho pediu minha contratação. O presidente me liberaria para qualquer time, menos para o Inter devido aquele jogo”, recorda o jogador.

Naquela altura, o Paysandu havia escapado da degola com um empate sem gols contra o Juventude-RS, fora de casa e foi surpreendido pelo Inter, que venceu o jogo com gols de Fernando Baiano e Mahicon Librelato.

Pelo Papão da Curuzu, Sandro Goiano jogou 129 partidas, com 12 gols marcados e oito títulos conquistados, sendo cinco estaduais.

(DOL)