A fase de mata-mata não permite erros e o clube que errar menos avança a próxima fase e o Campeonato Paraense coloca a disputa entre capital x interior em mais uma final antecipada.

Mais uma vez, Bragantino X Paysandu se enfrentaram em jogos decisivos e a partida terminou em 0 a 0, neste domingo (2), no estádio Diogão, em Bragança, em jogo válido pelas quartas de final do Campeonato Paraense.

Apesar da chuva aparecer no inicio do jogo, a disputa foi quente em campo e saldo disso foi uma confusão que resultou em quatro cartões amarelos, em uma partida nervosa e sem emoções, os goleiros tiveram pouco trabalho na primeira etapa.

Os lances de perigo foram após os 30 minutos: primeiro com o meia Ruy cobrando falta e Deco Junior afastando o perigo da área e depois no cruzamento de Leo Caeté que Victor Souza trabalhou evitando a chegada de Cris Maranhense.

No segundo tempo, a farra de cartões amarelos continuou em jogo pegado, mas com os times criando oportunidades de gol, principalmente o Bragantino que levou perigo na arrancada de Mauro Ajuruteua, onde Perema salvou o que seria gol do Tubarão.


Apesar das mudanças, o Paysandu buscou alternativas de gol, massa pouca inspiração e a forte marcação do adversário não permitiram jogadas mais agudas do bicolor, que com o empate acaba tirando a sequência de quatro jogos seguidos com vitória.

As duas equipes voltam a se enfrentar na quarta-feira (5), no estádio da Curuzu, em Belém. Em caso de novo empate, a decisão da vaga vai para os pênaltis e quem vencer estará classificado para as semifinais do estadual.

FICHA TÉCNICA

CAMPEONATO PARAENSE – QUARTAS DE FINAL

LOCAL: estádio São Benedito, Bragança (PA)

ÁRBITRO: Marco José Soares Almeida

ASSISTENTES: Robson João Reis e Acácio Menezes Leão

CARTÕES AMARELOS: Ricardo Capanema, Davi Caça-Rato e Rafinha (BRA) ; Diego Matos, Israel, Jhonnatan, Nicolas, Yan, Ruy e Perema (PSC)

BRAGANTINO: Deco Jr; Leo Caeté, Romário, Ronny Taperaçu e Zé Carlos (Mauro Ajuruteua); Ricardo Capanema, George Pitbull, Edicleber (Leo Pará) e Tulio (Keoma); Cris Maranhense (Carlos Neto) e Davi Caça-Rato (Rafinha).

Técnico: Arthur Oliveira

PAYSANDU: Victor Souza; Israel, Perema, Yan (Bruno Paulista) e Diego Matos (Bruno Collaço); Denilson, Jhonnatan (Flávio), Paulinho e Ruy (Ratinho); Nicolas e Igor Goularte (Ari Moura).

Técnico: Itamar Schulle

(DOL)