Brasil-RS x Fortaleza - Melhores ataques a prova na briga pelo acesso

Pelotas, RS, 09 (AFI) – Neste final de semana, duas torcidas vão matar a saudade de seus times da maneira mais intensa possível. Após praticamente duas semanas de descanso, Brasil de Pelotas e Fortaleza voltam a campo para disputar o primeiro de dois jogos decisivos. No Estádio Bento de Freitas, os times vão se enfrentar pela partida de ida das quartas de final da Série C do Campeonato Brasileiro, às 16 horas deste sábado. Quem se der melhor depois do jogo de volta, que será realizado no próximo dia 17, no Castelão,garante a presença na Série B para a próxima temporada.

 

Se os times manterem a postura que tiveram ao longo da fase de grupos, o jogo deve ser bem aberto, já que os dois lados dividem com a Portuguesa o melhor ataque da primeira fase da competição. São 30 gols marcados para cada um em 18 jogos. Apesar dos números ofensivos parecidos, a posição final dos times foi bastante diferente. O Fortaleza passou grande parte do campeonato na primeira colocação do Grupo A e sagrou sua classificação na liderança. Já o Brasil de Pelotas sentiu por muitas rodadas o gosto do primeiro lugar no Grupo B, mas teve uma queda drástica de desempenho e acabou se classificando na terceira colocação.

 

TORCIDA E DIN DIN


O Brasil-RS vai ter dois reforços extra campo para a partida decisiva. A diretoria tratou de providenciar a tão esperada arquibancada móvel para ampliar a capacidade do estádio Bento de Freitas. O clube já havia tentado liberar a arquibancada em outras oportunidades, mas essa é a primeira vez que conseguiram concretizar a idéia.

 

Além disso, os jogadores do ganharam uma motivação a mais para o confronto. O clube finalmente acertou o pagamento dos salários, que estava atrasado há algum tempo. O presidente Ricardo Fonseca afirmou que “este é o reforço de última hora para a decisão”.

 

Durante a semana, o time realizou treinamentos com os portões fechados, para preservar o máximo o elenco e não entregar a estratégia par os adversários. A escalação só deve ser conhecida minutos antes do jogo.

 

RETROSPECTO RUIM

 

O Fortaleza se classificou como líder do Grupo A principalmente por causa de seu desempenho jogando no Castelão, já que o retrospecto do time jogando fora de casa não é lá dos melhores. A última vitória tricolor fora de casa foi no dia 28 de junho, quando bateu o Salgueiro por 1 a 0, no Estádio Cornélio de Barro, em Pernambuco, ainda na 5ª rodada da fase de grupos.

 

Desde então, o time somou seis jogos sem um triunfo sequer. Foram quatro empates e duas derrotas jogando como visitante. Os resultados negativos foram diante de Confiança e ASA, dois times que também estão nas quartas de final.

 

Para o jogo, o técnico Marcelo Chamusca também fez mistério sobre a escalação do time, assim como o Brasil-RS. O treinador garantiu, que mesmo diante do pequeno tabu fora de casa, o time vai para cima em Pelotas.

 

“Não vamos fugir da nossa característica de jogo fora de casa. Vamos procurar o resultado, procurar vencer, mas como todo respeito ao nosso adversário. Jogaremos sempre para vencer, com organuização, com equilibrio e muita disposição, mas muita organização para ganhar. Não vamos abrir mão da nossa organização defensiva para atacar”