A tarde deste domingo será de festa na Arena Fonte Nova. O motivo é o retorno do Bahia à Série A do Campeonato Brasileiro depois de três anos amargando a segunda divisão. O time tricolor encara o Atlético-PR, às 16h, tentando usar a força de sua torcida para estrear com vitória.

O jogo reúne dois vice-campeões estaduais neste ano. Enquanto o Atlético-PR não foi páreo para o Coritiba, o Bahia empatou os dois jogos finais contra o Vitória. Ao mesmo tempo, ambas as equipes estavam de olho em outras competições. O Bahia disputa a final da Copa do Nordeste contra o Sport, e o Atlético-PR ainda sonha com a classificação para as oitavas de final da Libertadores.

E é justamente a Libertadores que deixará a partida cheia de desfalques. O técnico Paulo Autuori optou por preservar os zagueiros Paulo André e Wanderson, pensando no jogo da próxima quarta-feira, contra a Universidad Católica, em Santiago -o time paranaense precisa ganhar para se classificar. O zagueiro Thiago Heleno, o volante David, o meia Felipe Gedoz e o atacante Pablo não poderão atuar por causa de lesões.

A novidade boa para a torcida rubro-negra é a estreia do meia-atacante Guilherme, que foi contratado do Corinthians. Ele será uma das armas do Atlético-PR para acabar com o jejum de gols. A sequência tem os dois jogos da final contra o Coritiba, a derrota para o San Lorenzo em plena Arena da Baixada e o empate com o Santa Cruz, em Recife, pela Copa do Brasil.

Pelo Bahia, o técnico Guto Ferreira não poderá contar com o lateral-esquerdo Armero e o volante Renê Júnior. No restante da equipe, o treinador optou pelos titulares, apesar de enfrentar o Sport na próxima quarta-feira, na Ilha do Retiro, pelo primeiro jogo da final da Copa do Nordeste.

BAHIA

Jean; Matheus Reis, Tiago, Lucas Fonseca, Eduardo; Matheus Sales, Juninho, Allione, Régis, Zé Rafael; Edigar Júnio. T.: Guto Ferreira

ATLÉTICO-PR

Weverton; Jonathan, Cleberson, Marcão, Nicolas; Eduardo Henrique, Matheus Rossetto, Guilherme; Nikão, Eduardo da Silva, Douglas Coutinho. T.: Paulo Autuori

Estádio: Arena Fonte Nova

Horário: 16h de domingo


Árbitro: Flavio Rodrigues de Souza (SP)

Avaí recebe Vitória na estreia de Petkovic como técnico

O estádio da Ressacada, em Florianópolis, será palco da estreia de Avaí e Vitória no Brasileiro, neste domingo (14), às 16h.

A equipe catarinense chega à elite do campeonato após um ano na segunda divisão, onde foi vice-campeã. Neste ano, o time também ficou com um segundo lugar, mas no Estadual.

O técnico Claudinei Oliveira já conta com três reforços para a competição: o zagueiro Airton, o lateral-direito Diego Tavares e o volante Wellington Simião. Apesar disso, os titulares deverão ser o mesmo que vinham atuando no Catarinense. A única dúvida é o atacante Denilson, artilheiro na temporada com 8 gols em 18 jogos, que deixou o treino desta sexta-feira (12) com uma suspeita de entorse no tornozelo esquerdo.

“Precisamos de um nível de concentração lá em cima. Se não for assim, não teremos sucesso. Vamos enfrentar adversários de nível, jogadores em outro patamar. Só assim para compensar a desigualdade técnica, com bom trabalho de grupo. Orçamentos da Série A são todos maiores que o nosso. Tem time na Série B que tem orçamento maior que o nosso. Vamos dar a vida em todos os jogos”, projetou o treinador avaiano.

O Vitória chega ao Brasileiro com um novo técnico – ou “team manager”. O sérvio Petkovic, contratado no último dia 3 para ser gerente de futebol do clube, foi anunciado também como treinador nesta quarta (11). O ídolo rubro-negro substitui Argel Fucks, demitido após eliminação da Copa do Nordeste para o Bahia.

A equipe baiana não poderá contar com seis jogadores lesionados: o zagueiro Kanu, o volante José Welison, os meias Gabriel Xavier e Bruno Ramires, além dos atacantes Kieza e André Lima. Em compensação, o meia Flávio retorna aos convocados do Vitória, após disputar o Paulista pela Ferroviária.

AVAÍ

Kozlinski; Leandro Silva, Betão, Alemão, Capa; Luan, Judson, Marquinhos; Denilson (Lourenço), Romulo e Junior Dutra. Técnico: Claudinei Oliveira

VITÓRIA

Fernando Miguel; Patric, Alan Costa, Renê Santos, Geferson; Willian Farias, Uillian Correia, Cleiton Xavier, David e Paulinho; Rafaelson. Técnico: Dejan Petkovic

Estádio: Ressacada, em Florianópolis, SC

Juiz: Felipe Gomes da Silva (PR)

Horário: 16h

Ponte Preta e Sport estreiam com reforços no Brasileiro

Ponte Preta e Sport estreiam às 16h deste domingo (14) no Brasileiro, no estádio Moisés Lucarelli, em Campinas. O confronto também será marcado por algumas caras novas nas duas equipes.

A Ponte foi reforçada por seis jogadores desde que encerrou sua campanha no Paulista, na qual foi vice-campeã. Já estão aptos para entrar em campo João Lucas e Fernandinho, que atuam pela lateral esquerda, além do atacante Xuxa.

Emerson Sheik, ex-Corinthians, não poderá estreiar por ainda aprimorar o condicionamento físico. Também ficarão de fora o zagueiro Rodrigo, ex-Vasco, e o atacante Fernandinho, que ainda não estão regularizados.

“O pensamento é de começar o Brasileiro bem e terminar bem. O início será muito importante. Temos tudo para fazer um grande campeonato, com os pés no chão, sabemos que será difícil, mas estamos preparados”, afirmou Fernandinho, que disputa vaga com o lateral Artur.

Já os torcedores do Sport poderão ver dois recém-chegados em ação. O técnico Ney Franco deverá poupar atletas priorizando a final da Copa do Nordeste, na quarta (17). Por causa disso, o atacante Osvaldo, que acumula passagens por São Paulo e Fluminense, e o zagueiro Igor Ribeiro terão espaço no time titular.

“A gente tem um objetivo traçado e temos que sonhar. A classificação para Libertadores é uma meta do clube e a gente tem que buscar a cada jogo. Quanto mais pontos a gente somar nesse começo de campeonato, melhor para ir ganhando confiança e estar bem lá na frente”, avaliou Osvaldo.

PONTE PRETA

Aranha; Nino Paraíba (Jeferson), Marllon, Kadu, Artur (João Lucas); Fernando Bob, Elton, Jádson (Wendel), Ravanelli (Renato Cajá ou Xuxa); Clayson e Lucca. Técnico: Gilson Kleina

SPORT

Magrão; Samuel Xavier, Matheus Ferraz, Igor Ribeiro, Evandro; Ronaldo, Fabrício, Rodrigo (Everton Felipe); Rogério, André e Osvaldo. Técnico: Ney Franco

Estádio: Moisés Lucarelli, em Campinas, SP

Juiz: Marcos Mateus Pereira (MS)

Horário: 16h

(Folhapress)