Com apenas o volante Serginho seguramente contratado, mas ainda não anunciado oficialmente, o Paysandu segue protelando a divulgação dos nomes de todo os atletas contratados para a temporada 2020. A demora na revelação das novas aquisições só tem servido para aumentar a onda de especulação na imprensa e, ao mesmo tempo, a insatisfação do torcedor.

A Fiel já se mostra temerosa com a formação do novo elenco. Ontem, mais um nome passou a engrossar a lista dos supostos atletas acertados para defender o Papão na próxima temporada: o zagueiro de área Wesley Matos, de 33 anos.

O defensor que é mineiro, nascido na cidade de Itamarati de Minas, teve como último clube o Vila Nova-GO, que acabou sendo rebaixado à Série C do Brasileiro de 2020, mesma competição que o Papão disputará. A diretoria bicolor, como de costume, não confirma e nem desmente a vinda do atleta para a Curuzu. Matos fez este ano 47 partidas pelo Tigre goiano, marcando 4 gols. Ele iniciou a carreira no Tupi-MG, equipe pela qual atuou 8 anos como profissional, após ter saído, em 2005 das divisões de base do clube.

O zagueiro atuou ainda por outras equipes, entre elas a do América-MG (2015), Goiás (2016) e Ponte Preta-SP (2018). Pelo Vila nova, Matos jogou nas temporadas de 2017, 2018 e 2019. Caso tenha mesmo sido contratado pelo Paysandu, o defensor atuará pela primeira vez no futebol da Região Norte, já que os demais clubes em que esteve foram Mogi Mirim-SP e Esportivo-RS. O zagueiro teria tido a sua contratação recomendada pelo diretor de futebol Felipe Albuquerque, que trabalhou por algum tempo no Vila Nova.


O QUE TEM HOJE

Além de Matos, a relação dos atletas supostamente contratados pelo Paysandu conta com o goleiro Gabriel Leite, o volante Serginho, este seguramente contratado, o meia Mateus Anderson e o lateral-direito/meia Toty. O presidente Ricardo Gluck Paul afirmou há pouco tempo que o clube já tem alguns atletas contratados, mas se negou a anunciar nomes. Já uma pessoa ligada ao clube garantiu ao Bola que três atletas estão fechados. Dois desses jogadores ainda têm contrato com seus clubes atuais e só em breve estarão liberados.

Time

já dá pra ter uma onzena

Apesar da preocupação do torcedor no que diz respeito à formação do time para 2020, o técnico Hélio dos Anjos, caso tivesse de colocar o Paysandu em campo hoje, com toda a certeza, teria como formar a equipe bicolor, tendo apenas uma dificuldade: encontrar um meia de ligação, visto que o último que fazia parte do elenco, no caso Tiago Luis, deixou à Curuzu recentemente. “Se tivesse de escalar um time com o que temos agora, com toda a certeza, daria para escalar”, assegurou o treinador.

Para o gol, existe ainda a dúvida quanto a permanência de Giovanni. Ele ainda discute a renovação de seu contrato. Caso se confirme a saída do atleta, Paulo Ricardo, cujo contrato termina em fevereiro de 2020, seria o goleiro.

O Papão poderia ir a campo com Paulo Ricardo, Tony, Micael, Perema e Bruno Collaço; Caíque Oliveira, Yure e Marco Antônio; Nicolas, Vinícius Leite e Flávio. Os jogadores Yure, Marco Antônio e Flávio, o primeiro volante e os outros dois atacantes, foram promovidos este ano da base. A apresentação do elenco bicolor está marcada para o dia 3 de janeiro, na Curuzu. O grupo viajará no dia 7 de janeiro para Barcarena, onde permanecerá até o dia 18 fazendo treinamentos. A estreia do time no Parazão, primeira competição oficial do clube na próxima temporada, está prevista para o dia 20 de janeiro, uma segunda-feira, na Curuzu, contra o debutante do campeonato, o Itupiranga, da cidade do mesmo nome.