Ônibus do Águia custou 635 mil reais à vista, foi adquirido em janeiro, mas só agora entregue, até em função da pandemia. Investimento demonstra boa situação do clube, exitosa administração do presidente Ferreirinha e seus pares. Foi recrutado grupo de apoiadores.

Os 17 gols do Castanhal nos 8 jogos do Parazão até aqui foram marcados por Pecel (8-artiheiro do certame), Dioguinho (5), João Leonardo (3) e Fazendinha (1). Fonte – Ascom do Japim.

Zé Carlos, 37 anos, aposta de Mazola Jr e do Remo, teve seu melhor desempenho na Série B de 2012, pelo Criciúma, quando foi artilheiro com 27 gols, recorde quebrado por Bruno Rangel (Chapecoense), 31 tentos, em 2013.

Volante e meia que o Remo está negociando, Júlio Rusch, de apenas 23 anos, é gaúcho, atua no Londrina e teve passagem no Figueirense e Coritiba. Tem 1,70m e pesa 71kg.


NASP do Remo com 30 integrantes. Só médicos são 14: Adilson Jr, Diego Reis, Erick Menezes, Everton Barbosa, Gilberto Wanzeler, Hélton Nóvoa, Henrique Custódio, Jean Klay Machado, Alyrio Oliveira, José Carlos Moraes, Milton Jr, Nelson Carrera, Wilton Pereira Jr e Flávio Freire.

Bragantino se dá ao luxo de ter dois médicos. Na Pérola do Caeté o atendimento é do dr. Iuri Damasceno e, em Belém, a responsabilidade é do dr. Gustavo Almeida.

Atacante Fidélis de contrato novo e devidamente recuperado da cirurgia, trunfo do Tubarão no retorno do Parazão e para Série D.

Médico Marcelo Barros deverá se juntar a Marcelo Gabi e Edilson Andrade no DS do Paysandu.

Confinamento do grupo bicolor no hotel-concentração, na Curuzu, irá do próximo dia 13.7 a 1.8, dia do jogo diante do Paragominas. A volta será após 135 dias sem futebol no Pará.

Na Tuna Luso Brasileira academia já funcionando, outras atividades voltando aos poucos e liberação geral só dia 27.7.

Lembram do atacante Gauchinho, que aqui se destacou na Tuna. O que pouca gente sabe é que pelo Cerro Porteño-Paraguai ele foi coartilheiro da Libertadores de 1999 (6 gols).

Copa Verde confirmada pela CBF, a partir de agosto, paralelamente ao Brasileiro. Ótimo!

Curiosidade: apelido Mangueirão ao estádio Edgard Proença foi dado pelo jornalista Moacir Calandrini. Praça de esportes teria formato de uma manga, o que o projetista Alcyr Meira nunca confirmou. Concepção inicial era para 120 mil, reduziu para 70 mil, depois 60 mil na reforma entre 2.000 e 2002, até os 45.007 de agora, embora liberado apenas para 35 mil.

Com a reforma a partir de novembro e entrega em meados de 2022, Mangueirão se tornará moderno, seguro e funcional, com capacidade de 53.645 torcedores. Custo da obra orçado em 151,8 milhões.