Enquanto as coisas não se resolvem internamente no Clube do Remo, pelo lado de fora, sobretudo por conta da torcida, os procedimentos vão caminhando. Apenas no último mês, algumas iniciativas foram feitas com idealização e realização total dos torcedores. Tudo para tentar minimizar a bagunça que o Leão vive administrativamente. Entre as ações, estão a reforma no estádio Baenão e a revitalização da fachada da praça esportiva.

 O grupo de torcedores responsável pelo projeto “O retorno do Rei ao Baenão” lançou, no começo deste mês, o programa Sócio-Baenão, que busca angariar fundos para a restauração, além de proporcionar uma série de benefícios aos seus contribuintes.


 São três planos: o sócio 33; sócio penta e o sócio 100%. Como informou Igor Sousa, um dos organizadores do projeto, essa é uma forma de chamar mais torcedores para a causa e demonstrar que uma boa atitude em prol do clube pode gerar vantagens. “Tudo o que estamos fazendo é para que o nosso estádio fique pronto o quanto antes. Sem o Baenão, o Remo não é Remo. Por isso, estamos ofertando descontos, camisas e credibilidade ao nosso torcedor. Esperamos contar com o apoio do Fenômeno para que possamos voltar para a nossa casa”, destacou Igor.

Contudo, quem quiser optar por doar os materiais, pode continuar entregando diretamente no estádio. “Não pretendemos renegar nenhum torcedor. Pelo contrário, toda ajuda é e sempre será bem-vinda. Mas essa é uma forma de contarmos com uma receita certa, e que vai inteiramente para benefício das construções”, disse o organizador.

COMO ADERIR AOS PACOTES

– Os interessados em aderir qualquer pacote só precisam acessar o site e escolher o plano e preencher o formulário.
– Os valores dos pacotes variam de R$33 até R$100. 66 azulinos já aderiram.
– Entre as vantagens, estão descontos em lojas conveniadas ao programa; desconto nos produtos e eventos promovidos pelo projeto e camisas personalizadas.

Trabalho não para nem quando tem jogo rolando

No último sábado (14), enquanto as Leoas azulinas jogavam contra a equipe do Pinheirense no Baenão, pela 3° rodada do Campeonato Paraense de futebol feminino, os trabalhos seguiam a mil por hora no tobogã da 25. Embora o resultado dentro das quatro linhas não tenha sido positivo, já que o Clube do Remo acabou perdendo por 1 a 0 para o General da Vila, com gol de Biru Biru nos acréscimos da etapa final, os torcedores seguiam na fase final da pintura nas arquibancadas. Até o momento, cerca de 99% da reforma no local já foi concluída. Por isso, no próximo dia 22, será feita uma atividade alusiva à entrega parcial da obra. Para o torcedor Jammerson Palheta, esse é um grande feito, principalmente porque todos os investimentos e ações foram produzidos inteiramente pelos torcedores. “Vamos comemorar, sim. Na ocasião, terá algumas atrações. Todos os torcedores azulinos estão convidados. Esse feito nenhuma outra torcida do Norte fez, porque nenhuma outra torcida ama tanto o clube como a nossa. Depois da entrega da 25, vamos dar continuidade na parte das Mercês. Não vamos parar”, destacou.

(Matheus Miranda/Diário do Pará)