Depois de 13 anos, o Remo voltará a disputar o Campeonato Brasileiro da Série B, onde o Leão Azul estará entre os 40 melhores clubes do país. O objetivo do time azulino está bem definido pela diretoria azulina faltando cerca de 45 dias para o início da competição.

Em entrevista ao portal UOL, o diretor de futebol do Remo, Dirson Medeiros destaca o objetivo do time azulino na Segundona que para ele é considerada uma das mais difíceis dos últimos anos.

“É possível sim sonhar com o acesso. Vamos disputar a Série B mais difícil dos últimos anos. Vários campeões nacionais também estão disputando como Vasco, Botafogo, Cruzeiro e Coritiba. Vamos montar um elenco forte para ficarmos na parte intermediária da tabela e se vermos que é possível conquistarmos o acesso, vamos lutar por isso”, afirma.


Dirson destaca a questão do elenco devido a um problema geográfico: as longas viagens e isso forçará o time remista a ter que buscar reforços pontuais no elenco.

“Nós estamos no norte do Brasil. Para o Brasileiro há apenas uma companhia aérea e a malha para Belém é difícil em relação a logística”, destaca.

Mesmo com o problema, o dirigente azulino também comemora ganhos que o clube possa ter, como por exemplo, as questões de visibilidade de mercado da marca e contratos que ajudam na receita do clube.

“Há um substancial aumento da receita do clube. Primeiro porque teremos cota de TV a partir de agora. Além disso, temos chance maior de captar patrocinadores maiores, fazer contratos mais atraentes com empresas e isso tem ainda o engajamento do torcedor, ações do clube”, coloca.

Por fim, Dirson Medeiros destaca jogadores do elenco e uma possível promessa para a Série B. “Temos vários jogadores como Felipe Gedoz, Renan Gorne, Lucas Siqueira, Edson Cariús e outros jogadores, mas acreditamos que o Dioguinho fará uma boa competição”, finaliza.

A estreia do Remo na Série B será no fim de maio contra o CRB-AL, fora de casa.

(Com informações do UOL)