No último domingo, o Milan recebeu a líder Juventus no San Ciro e acabou derrotado pelo placar de 2 a 0, com gols de Mario Mandzukic e dele, Cristiano Ronaldo. Que o gajo chama a atenção de todos não é novidade. E dentro de campo, também não é diferente.

Em entrevista à emissora italiana Rai Sport, o goleiro do Milan, Donnarumma, explicou de maneira muito humilde e bem-humorada o porquê de não ter conversado com o cinco vezes melhor do mundo.

“Foi uma emoção muito grande. Sempre joguei contra ele no PlayStation. Não falei com ele porque estava muito envergonhado. Grandes campeões como ele fazem você crescer como jogador”, destacou o arqueiro, que chegou a ser especulado no Real Madrid e poderia ter sido companheiro de CR7.


Donnarumma tem apenas 19 anos de idade (Foto: Divulgação/ACM)

Agora, neste sábado, Donnarumma vai encarar justamente a seleção portuguesa, em Milão, pela Liga das Nações, mas sem Cristiano Ronaldo.

“Representar a seleção era um sonho de criança. Agradeço ao treinador (Roberto Mancini) pela fé depositada em mim. Agora vamos enfrentar Portugal em nossa casa e acredito que os adeptos vão nos dar um grande empurrão. Vamos dar tudo o que temos para terminar em primeiro do grupo”, pontuou. No primeiro jogo entre as duas seleções, no Estádio da Luz, os lusitanos venceram por 1 a 0.

No Campeonato Italiano, por sua vez, o time rossonero ocupa hoje a quinta colocação com 21 pontos conquistados, 13 a menos que a Velha Senhora.  Na próxima rodada, o Milan viaja até a Roma para enfrentar a Lazio, no Estádio Olímpico.

O post Donnarumma admite emoção e muita vergonha ao encontrar CR7 apareceu primeiro em Gazeta Esportiva.

Fonte: Gazeta Esportiva