Pensando na realização do Campeonato Brasileiro, os presidentes de Remo e Paysandu realizaram uma videoconferência com o governador do estado, Helder Barbalho sobre a questão financeira envolvendo os representantes do estado na edição deste ano.

“Esse patrocínio teve ano passado para os clubes que disputaram o Brasileiro e estamos buscando incremento e antecipação desses recursos devido à crise que estamos vivenciando atualmente”, explica o presidente azulino, Fábio Bentes.


“As tratativas foram iniciadas de acordo com a reunião e em breve, os clubes e o governo irão se pronunciar sobre valores e outras questões”, completou o dirigente azulino.

Pelo lado bicolor, o clube também busca alternativas e soluções para arrecadar recursos, em um período complicado. “Nós não estamos parados, estamos sempre em reunião, as vezes com patrocinadores, com o Remo e outros departamentos do clube e tivemos uma boa conversa com o governador sobre recursos”, afirma o presidente do Paysandu, Ricardo Gluck Paul.

Sem previsão para reinicio do futebol, os clubes buscam recursos para honrar compromissos como despesas e salário de jogadores, comissão técnica e funcionários.

(DOL)