Questionados, afastados e colocados à beira da dispensa. Edgar e Eduardo Ramos são, desde o começo da temporada, as principais referências técnicas e de decisão no elenco azulino. Na partida diante do Confiança, a dupla mostrou por que, apesar de tantos problemas, são indispensáveis para o time azulino. Eduardo, há quase dois meses sem atuar, foi um dos primeiros a comentar o resultado no fim da partida.

Veja a galeria do jogo

“Essa vitória foi de superação. Foi uma reação ao momento que a gente passava. A gente entende o que o torcedor passa e a cobrança. Temos de dar resposta para nós mesmos, mostrar em campo como fizemos hoje”, comenta o jogador, cotado para atuar por apenas um tempo, mas que permaneceu em campo durante todo o jogo. Reclamando de dores no pé ao final da partida, o meia espera que não se trate de nada mais grave. “Bom, eu espero que amanhã ninguém reclame se eu não treinar”, falou o meia.


FALA AÍ, EDGAR!

Já o artilheiro Edgar, pouco afeito a entrevistas, não fugiu ao final do jogo. Autor do gol da vitória em bela jogada individual, o atleta quebrou um longo jejum sem marcar. E atribuiu o gol ao trabalho. “Conversamos bastante com o professor Josué, entre nós mesmos. Tem horas que a torcida cobra, o Remo é uma equipe grande. O treinador nos colocou o que precisávamos. Foi um jogo difícil, marcamos bem, jogamos bem, e a vitória veio”, comentou o meia.

AGENDA

– No sábado (10), o Remo recebe o líder CSA, às 19h30, no Mangueirão, em Belém (PA).

(Taion Almeida/Diário do Pará)