Basta iniciar a insatisfação dos torcedores azulinos com o Clube que eles começam a sonhar com ex-jogadores que atuaram bem, uns nem tanto, na equipe. Porém, a volta mais comentada sempre é a do meia Eduardo Ramos, isso se repete há anos.

  • Remo perde? Todos começam a especular que o jogador merece uma vaga no time para ser o “salvador da pátria”. Isso ocorreu está semana, após a eliminação na primeira fase da Copa do Brasil e a derrota por 3 a 0 para o Paysandu.

Há duas temporadas sem vestir a camisa do Clube do Remo, o meia usou seu perfil no Instagram para dizer que não voltará a vestir a camisa do Clube do Remo, pelo menos neste momento.

“Gostaria de dizer que não tem e não existe acordo algum, nem tentativa alguma sobre um possível acordo”, disse o meia. Ele ainda agradeceu o carinho da nação azulina.

No Bola, do Diário do Pará, desta terça-feira (20), foi informado que existe sim uma negociação entre Eduardo Ramos e o Clube do Remo.

O meia que chegou no Leão em 2014, conquistou sua melhor fase com a camisa azulina em 2015, com o título do Parazão e o acesso à Série C. Eduardo Ramos moveu duas ações contra o clube, uma de R$ 3 milhões e outra de R$ 1,3 milhão. Na primeira ele fechou um acordo para receber R$ 500 mil (em 2017) e na segunda R$ 100 mil (ano passado), todas na Justiça do Trabalho.


Sobre o pagamento da negociação entre eles, Pietro Alves Pimenta, o Jurídico do futebol do Remo, informou que “esse pagamento não é feito diretamente a ele. O Remo paga o determinado pela Vara Centralizadora e o juiz distribui os créditos conforme acordos e critérios do próprio juízo”.

De acordo com David Merabet, advogado do meia, do valor determinado em condenação na sentença, apenas uma parte foi paga. “Dos R$ 500 mil, foi pago apenas uma entrada, do outro valor, nada”, informou.

OUTRO SONHO

O torcedor azulino tem mais um sonhado “homem gol” nos seus planos: o atacante Edno. Assim como Eduardo Ramos, o nome do jogador sempre surge entre especulações de torcedores.

Mesmo sem ter conquistado algo com o Leão, existe uma identificação real entre: Edno, Fenômeno Azul e Clube do Remo.

Edno usou também o seu perfil no Instagram para esclarecer que não existe qualquer negociação entre ele e o clube. Porém, não escondeu o desejo de voltar defender o Leão.

Ele vestiu a camisa azulina na Série C de 2016. Inclusive, ele está disponível no mercado da bola.

(Bruna Dias/DOL)