Em jogo decisivo, Remo precisa apenas de um empate

Nos últimos jogos, o Clube do Remo tem começado as partidas meio sonolento, sem conseguir criar jogadas ofensivas e, principalmente, sendo pressionado pelos adversários. Por sorte dos azulinos, o time tem tido força para reagir e buscar o resultado favorável. Porém, em um jogo de mata-mata, como é o caso de hoje, às 20h30, no Mangueirão, os remistas precisam entrar ligados em 220 volts para alcançar a classificação às quartas de final, diante do Atlético Acreano, na Copa Verde, depois do empate em 1 a 1 no primeiro duelo, no Acre.

 

 Na primeira partida entre as duas equipes, os azulinos fizeram um primeiro tempo para se esquecer. Por muito pouco, o Galo Carijó não fez um bom placar logo na primeira etapa de jogo. Depois de iniciar mais uma partida de forma solonenta, o treinador Josué Teixeira conversou com seus comandados para que a postura seja modificada. Além disso, o meia Flamel conta que houve um trabalho específico para que a equipe consiga iniciar bem o confronto. “Vamos trabalhando para que não ocorra mais isso. Saída e posse de bola, para que a gente consiga trabalhar as jogadas e não sofra tanto perigo”, afirma.

 

AGILIDADE É O FOCO

 

 De acordo com Josué Teixeira, o Remo tem iniciado os jogos de forma muito lenta e previsível. O treinador ressalta que há também um excesso de passes errados e tudo isso contribui com o começo ruim da equipe nas partidas. “A gente tem de buscar este controle do jogo desde o início. A ideia é que a gente tenha este equilíbrio. O mais importante é começar a definir uma formatação de time, para termos uma sequência boa”, avalia. Quem se classificar, enfrenta o Fast-AM ou Santos-AP, no próximo dia 29, pelas quartas de final.

 

André Luís está de volta ao gol azulino para não deixar passar nada (Foto: Marcelo Lelis)

 

REMO TEM UM PASSO ADIANTE

 

 O Remo inicia o jogo de hoje classificado, afinal, um empate sem gols garante a equipe azulina nas quartas de final da Copa Verde. Desta forma, os remistas precisam jogar de forma inteligente e, de preferência, sem sofrer gols, para evitar sustos. 


Para isso, o Leão vai ter a volta do goleiro André Luís, que por causa de uma lesão, não atuou na estreia, na última semana.

 

 O camisa 1 do Remo lembra que não participou do primeiro confronto, pois estava com uma virose. Em seu lugar, jogou o arqueiro Vinícius, que também fez uma boa partida. Só que agora está com André a responsabilidade nesses últimos 90 minutos do confronto. 

 

 “Não podemos pecar. É um jogo de detalhes. O Josué conversou muito com a gente e treinamos os pontos fortes e fracos deles”, assegura.

 

 Se o Remo não conseguir se classificar no tempo normal, a decisão do classificado será nos pênaltis. E até aqui, o goleiro André Luís tem se mostrado um pegador dos tiros da marca da cal. Então, se for para as penalidades, o Leão também tem boas chances. “Eu espero que não chegue às penalidades. A nossa equipe é muito qualificada, temos de dar o máximo, procurar o gol”, afirma. “Mas se chegar às penalidades, eu estou bem preparado pelo professor Juninho para ajudar o Clube do Remo”, promete André. 

 

HISTÓRICO

 

Vale lembrar que o goleiro azulino já pegou três pênaltis em 2017, contra Castanhal, Paysandu e Brusque-SC.

 

Vinda a Belém foi um Deus nos acuda!

 

O Remo teve muitas dificuldades com a logística para chegar ao Acre, no último final de semana, para enfrentar o Atlético Acreano. Só que desta vez, foi o Galo Carijó quem sofreu para chegar à capital paraense. Os acrianos só chegaram a Belém na madrugada de hoje, depois de quase 24h de viagem.

 

O embarque da delegação do Atlético Acreano só ocorreu às 11h15, sendo que estava marcado para sair às 3h da manhã, de quarta-feira. Houve um problema no voo e os acrianos só chegaram na madrugada de hoje, sendo que a previsão era de que eles desembarcassem no fim da manhã de ontem.

 

O ATLÉTICO-AC ESTÁ BEM!

 

– Voltando ao futebol, a equipe do técnico Álvaro Migueis terá uma mudança confirmada. 

– O zagueiro Pé de Ferro, expulso no primeiro confronto, está suspenso dando vaga para Muller, que atuará ao lado de Diego. 

– O Galo Carijó chega embalado com a boa campanha no Estadual e espera repetir as boas atuações na Copa Verde. 

– No último jogo pelo Campeonato Acriano, o Atlético venceu por 3 a 1 o Alto Acre, mantendo os 100% de aproveitamento nos jogos, com a liderança do torneio.

 

FICHA TÉCNICA

 

REMO: Andre Luís; Léo Rosa, Igor João, Henrique e Tsunami; Elizeu, Marquinhos, Flamel e Eduardo Ramos; Jayme, Nano Krieger. Técnico: Josué Teixeira

ATLÉTICO-AC: Babau; Januário, Miller, Diego e Antônio Marcos; Leandro Jucá, Joel e Pisica; Polaco, Careca e Jeferson. Técnico: Álvaro Miguéis

Local: estádio Mangueirão

Hora: 20h30

Ingressos: R$ 20 (arquibancada) e R$ 40 (cadeira)

Árbitro: Vanderlei Spares de Macedo (DF)

Assistentes: José Reinaldo Nascimento Júnior e Lucas Torquato Guerra (DF)

 

(Café Pinheiro/Diário do Pará)