Campeonato Brasileiro terá pela primeira vez desde a era dos pontos corridos o clássico entre os dois principais clubes cearenses. Em partida repleta de expectativas, Ceará e Fortaleza se enfrentam neste sábado (3), no Castelão, às 19h, pela 13ª rodada do Nacional.
Empatados no número de pontos, as duas equipes chegam ao confronto com aproveitamentos idênticos: 14 pontos conquistados em 12 jogos (4 vitórias, 2 empates e 6 derrotas).
Com vantagem no saldo de gols, o Ceará ocupa a 13ª colocação, enquanto que o Fortaleza é o 14º.
A expectativa em torno do clássico ficou clara nas entrevistas dos treinadores, que destacaram a importância do confronto. Para Enderson Moreira, do Ceará, o clássico representa “um grande passo para o futebol do estado”.
“É um momento um pouco especial. Os dois clubes na Série A, os dois clubes com pontuação idêntica, os dois clubes procurando jogar um futebol de qualidade”, disse o técnico.
Já Rogério Ceni ressaltou que, diferentemente do que ocorre em boa parte dos estados, o clássico cearense terá a presença de ambas as torcidas no estádio.
“Eu joguei muitos clássicos na minha vida. Todo clássico tem seu charme. Acho que o mais legal aqui é essa divisão do estádio, poder ter duas torcidas. Ter as cores dos dois times no estádio tem muito valor”, disse. “Acho que talvez essa seja a maior característica que marque esse jogo Fortaleza-Ceará”.
Ambos os times devem ir a campo sem grandes desfalques. O meia Lima, recém-contratado, deve fazer sua estreia pelo Ceará.

CEARÁ
Diogo Silva; Valdo, Luiz Otávio, João Lucas e Samuel Xavier; Fabinho, Ricardinho e Thiago Galhardo; Lima, Mateus Gonçalves e Felippe Cardoso. T.: Enderson Moreira.


FORTALEZA
Felipe Alves; Gabriel Dias, Quintero, Roger Carvalho e Carlinhos; Felipe, Juninho e Edinho; Osvaldo, Romarinho e Wellington Paulista. T.: Rogério Ceni.

Estádio: Castelão, em Fortaleza
Horário: 19h
Juiz: Heber Roberto Lopes (SC)