Luizinho Lemos, ex-jogador e um dos maiores ídolos da história do América morreu na manhã deste domingo (2), aos 66 anos. As informações são do Terra.

  • O treinador estava internado em um hospital desde a estreia do América na Série B do Campeonato Carioca, na vitória por 3 a 0 contra o Nova Cidade, quando sofreu um infarto. Ele foi internado e foi diagnosticado um infarto agudo no miocárdio. Os médicos chegaram a recomendar que ele não treinasse mais equipes.

Luizinho comandou o Clube do Remo em 1996 e iniciou a campanha do tetracampeonato azulino, em meio a uma tragédia no elenco: a morte do jogador Andrey, que foi revelado pelo então treinador.


O treinador também teve passagens pelo Vilavelhense-ES, Rio Branco-ES, Al-Shabbab (KWA), Itaperuna, Bonsucesso e, em 2001, levou o Brasiliense à final do Candango (o que credenciou o clube a ir à Copa do Brasil no ano seguinte).

NEY DA MATA

No mês passado, o futebol perdeu outro nome e também ex-técnico do Remo, o treinador Ney da Mata. Ele morreu aos 52 anos no hospital.

(DOL com informações do Terra)