Expulso ao aplicar uma cotovelada no adversário Ângelo, no jogo de domingo contra o Águia, o lateral-direito Bruno Oliveira desfalcará o Paysandu na estreia do time, na semifinal do Parazão contra o Independente. A punição ao jogador, no entanto, não ficará restrita apenas a ausência na partida de quinta-feira (4). De acordo com uma fonte bicolor, o clube estaria estudando uma forma de punir o atleta, que poderá ser multado em seu salário. E não é só. Bruno ainda poderá receber um senhor “gancho” no Tribunal de Justiça Desportiva (TJD) do Pará.

A ausência do lateral diante do Galo ainda deixa dor de cabeça para o técnico Léo Condé. É que o treinador não dispõe de um substituto de ofício para o atleta suspenso. Assim sendo, Condé terá de partir para a improvisação. A última vez que o Paysandu teve um lateral improvisado foi na partida contra o São Francisco, com o zagueiro Fábio Alemão de lateral.


O elenco volta às atividades hoje, com a viagem a Tucuruí ocorrendo amanhã.

(Nildo Lima/Diário do Pará)