O Clube do Remo traçou objetivos ambiciosos para essa temporada. Tratando o título do Campeonato Paraense como meta, a equipe foca somente nas vitórias para a conquista de tal feito. Por outro lado, o grupo sabe que no meio dessa caminhada haverá obstáculos e adversários duros, como o rival de hoje, o Independente, que jogará dentro de seus domínios, o Navegantão, em Tucuruí. Mas, o treinador azulino, Ney da Matta, destacou que a experiência dos jogadores precisa se fazer presente. Por isso, às 17h, pela segunda rodada do Estadual, o comandante garante que o seu “Esquadrão Classe A”, trará mais três pontos para a capital.

Da Matta, aliás, fez mudanças na equipe titular. Reforçando a marcação no meio de campo, o treinador sacou os volantes Geandro e Leandro Brasília, para a entrada de Felipe Recife e Dudu. Adenilson, que já estava cotado para assumir a criação da equipe, fecha a trinca na meia cancha. No ataque, permanece o trio Felipe Marques, Elielton e Marcelo.

O jogo marcará a estreia de Recife e Dudu nessa temporada. Para Felipe, a responsabilidade será retribuída em campo. “É uma responsabilidade enorme que o professor está apostando na gente, espero dar conta. Graças a Deus eu respondi a altura e ele está confiando em mim. Espero que eu possa fazer um grande jogo, como a minha equipe”, espera o volante.

Contudo, independentemente dos escolhidos para o duelo de logo mais, o treinador espera contar com o principal critério de contratação dos profissionais, o conhecimento. “Temos alguns jogadores novos, mas a grande maioria aqui é cabeça no futebol. Que tem rodagem e currículo de causar inveja. Nesse momento, em uma partida complicada que teremos, precisamos dessa experiência em campo para nos ajudar a vencer e, se possível, realizar um bom jogo”, destacou Ney da Matta.

VOZ DA EXPERIÊNCIA


O lateral-esquerdo Esquerdinha, talvez o atleta mais experiente do grupo, com títulos internacionais na bagagem, salientou a importância de se ter calma. “Vai ser um jogo duro, mas nada do que nós não estejamos acostumados. Acho que na verdade a ansiedade é o problema, mas algo normal. Vamos tranquilo para esse jogo, para representar bem a esquadra do Remo e garantir mais uma boa vitória no campeonato”, pontuou o ala.

PASSA INFORMAÇÕES

Remanescente da temporada passada, o zagueiro Martony, aos poucos, garantiu a sua titularidade na onzena do treinador Ney da Matta, no Clube do Remo. Proativo nos treinos e sem firula nos jogos, porém, o comandante azulino, para a partida de hoje contra o Independente, contará com outro suporte do atleta, além das qualidades dentro de campo.

Martony fez parte do Galo Elétrico em 2017 na disputa do Campeonato Paraense. Dessa maneira, o jogador conhece bem as condições do gramado, assim como parte do elenco atual do time adversário. Para o defensor, qualquer tipo de vantagem nesse momento é preciosa. “Como fiz parte, falei alguns pontos positivos e negativos do local para o professor. O Evandro também ajudou nisso, que trabalhou junto comigo lá. O time continua com o meio de campo que é forte, experiente, e sabe bem como jogar no estádio, que fica um pouco pesado pelas chuvas que são mais constantes que em Belém”, adiantou o zagueiro.

Para o zagueiro, a equipe estará bem montada, independentemente de como entrará em campo. “Nossa função é ajudar o Remo, da maneira que for necessário. Como muitos estão na primeira passagem pelo clube, as informações são importantes. É claro que o professor terá um cuidado, até por ser fora de casa, mas quem ele optar por jogar vai corresponder e se entregar para conseguir a vitória”, pontuou o beque.

TRUNFO 

Galo aposta na torcida para vencer rival azulino

Dividindo momentaneamente a liderança do grupo A1, com o Águia de Marabá e Paysandu, todos com três pontos e um 1 gol de saldo, para a partida de hoje contra o Clube do Remo, o Independente almeja se distanciar dos concorrentes de chave, com uma vitória larga em cima do adversário. Por isso, a equipe realizou, ao longo da semana, treinamentos específicos no seu setor ofensivo, utilizando em determinados momentos a presença de três atacantes.

De acordo com o treinador Junior Amorim, o Galoprecisa fazer jus ao mando de campo e ser o precursor de iniciativas de ataque. “Sabemos que o Remo vem em busca da vitória, por isso depende de nós aceitarmos ou não essa imposição deles. Aqui somos os favoritos e, com respeito ao Remo, eles vão precisar muito mais do que vontade para tirar essa vitória nossa”, disse o treinador.

Junior Amorim ainda destacou o retrospecto positivo da equipe em casa. “Nosso time é muito seguro em casa. Aqui, os adversários sabem que o Independente cresce pela ajuda da sua torcida. É um jogo duro, mas de igual para igual. Se tivermos chances de construir um placar elástico diante de um dos favoritos da competição, isso nos mantém seguro nas primeiras colocações”, projetou. “O time vai jogar para frente, trabalhando bem a bola e buscando sempre o gol”, disse o comandante do Independente.

(Matheus Miranda/Diário do Pará)