Depois de muita badalação ao redor da sua contratação, Givanildo Oliveira, enfim, poderá colocar toda sua experiência em prática à frente da comissão técnica do Clube do Remo, em confronto diante do Águia, às 17h de hoje, no estádio Zinho Oliveira, em Marabá.

Devido ao curto tempo que teve para treinar e se atualizar do grupo, o técnico não deverá alterar a escalação que foi mandada a campo na quarta-feira passada (28), com três atacantes. Contudo, apesar da manutenção na onzena, é esperada uma mudança significativa na postura do time ao longo dos 90 minutos, principalmente pela maneira incisiva de trabalho do Velho Giva, que pretende estrear com o pé direito, a exemplo da maioria de suas passagens anteriores pelo Leão (confira o box ao lado).

Como o próprio treinador adiantou, ele pouco conhece do atual plantel azulino. Entretanto, as propostas do futebol em montar uma equipe estruturada e objetiva só renderão em caso de vitórias. Dessa maneira, Givanildo Oliveira disse que, independentemente de como a equipe for se portar, é o resultado que ficará marcado ao final da partida. “Na verdade, pouco conheço do atual grupo do Remo. Mas conheço gente que sabe, e bem. Não vamos inventar. O que buscamos para a partida é vencer e, depois, com mais tempo, iremos avaliar tudo para saber o que tem que se feito. Nossa prioridade é vencer e somar os três pontos, antes de qualquer coisa”, disse o treinador que, em caso de vitória, irá debutar positivamente pela quarta vez no time.


A postura em campo do Clube do Remo, porém, é algo que precisa ser ajustado de imediato. Os pequenos apagões que o time sofre é o que tem sido determinante para o começo ruim na temporada. Desse modo, fora de casa, onde o grupo ainda não atuou de maneira sólida, é a chance que os jogadores têm para se portar de forma imponente, a espelho do novo treinador.

“Esperamos impor o nosso ritmo de jogo e mostrar que somos grandes. Ainda não fizemos uma partida boa fora de casa, mas agora, depois dessa mexida que o time sofreu, temos a chance de ir no embalo do nosso treinador, que é vencedor, partir pra cima dos adversários e conquistar o que queremos”, destacou o zagueiro Bruno Maia.

ÁGUIA DE MARABÁ

Após atuar longe de seus domínios durante todo o primeiro turno do Estadual, o que refletiu em uma má campanha, o Águia retornou ao Zinho Oliveira na rodada passada, conquistando uma boa vitória por 2 a 0 sobre o Paragominas. De acordo com o técnico João Galvão, a volta do time a praça esportiva é um dos elementos que ajudarão o Azulão a brigar por uma vaga na semifinal.

“Nosso estádio estava em reforma. Tivemos que atuar em Parauapebas como mandante, e isso nos prejudicou. Aqui o Remo não vai ter vida fácil. Respeitamos, é time grande. Mas aqui a coisa é diferente. Se vencer a partida encostamos na briga e é isso que queremos”, disse.

Ainda de acordo com o treinador, o time não fará mistério e jogará como vem jogando. “Queremos manter a regularidade. Temos um time de jovens, que precisam da sequência”, pontuou o treinador.

(Matheus Miranda/Diário do Pará)