Na tarde desta segunda-feira (16), o governador do Pará,  Helder Barbalho, assinou um decreto que dispõe sobre as medidas de enfrentamento à pandemia do coronavírus (COVID-19), para os próximos 15 dias, no âmbito do Estado do Pará.

O decreto regula uma série de medidas, entre elas a restrição de eventos e reuniões públicas e privadas acima de 500 pessoas, a dispensa de servidores para que realizem suas atividades home office quando a mesma puder ser realizada de modo eletrônico ou telefônico, e a dispensa de servidores que integram o grupo de risco.

“Vamos publicar, ainda nesta segunda-feira (16), por meio do Diário Oficial, o decreto que restringimos todo e qualquer evento que tenha mais de 500 pessoas. Os servidores públicos com mais de 60 anos /ou, que estejam dentro do público de maior fragilidade, de maior exposição, que possam ser orientados a trabalhar de suas casas, mas mantendo serviços essenciais, o que quer dizer que, os serviços de educação, até o momento, não serão suspensos. Vamos aguardar e se eventualmente isto for necessário, revisaremos essa decisão” – Helder Barbalho, governador do Pará.


Com isso, algumas empresas já estão se adequando a medida.

“Vivemos um alerta, então vamos atender todas as recomendações impostas para que continuemos sem casos positivados no Pará”, explicou o produtor cultural Ronaldo Sandres. Com eventos todo final de semana, o profissional não reclama em cumprir as orientações necessárias.

 

A Link, responsável pelos shows de Carlinhos Maia e do Skank, que ocorreriam este mês, serão adiados. “Vamos seguir a determinação do Governador e postergar todos os eventos nos próximos 15 dias”, informou Darlan Ribeiro, produtor da Link Produtora.