Confiança é a palavra que define a postura do plantel remista nesta temporada. Em inúmeras oportunidades, todos os profissionais do clube, de dirigentes a atletas, destacaram que a conquista de títulos será a meta da equipe e que nenhum outro resultado será considerado satisfatório. O discurso positivo é importante nesse começo de ano, afinal, ser otimista é essencial para quem trabalha com esporte. No entanto, os jogadores sabem que palavras não valem de nada se, em campo, nada for concretizado.

Sendo assim, o zagueiro Bruno Maia, ao reafirmar que a caminhada do Remo em 2018 será vitoriosa, coloca os jogos do Parazão como prova. “Ficamos sabendo que o time infelizmente não teve um ano legal em 2017. Na verdade, para se esquecer. Nós chegamos aqui cientes e com a responsabilidade de mudar isso. A confiança não vem do nada. Vamos provar para todos e principalmente para o nosso torcedor, que é o nosso grande apoiador, que vamos vencer. Sábado não tem jogo feio, gramado ruim, time pesado… O pensamento é só a vitória”, afirma o capitão azulino.

O goleiro Vinícius, que esteve em 2017 na pífia trajetória da equipe, reitera o argumento do xerifão, ao dizer que os atletas estão focados em vencer a todo custo. “Sem dúvidas, né? Não queremos mais passar por esses tipos de ocasiões. Fico muito feliz em participar de um grupo aguerrido e com muita qualidade. Isso nos faz querer sempre mais. A vitória só depende da gente, e não vamos dar moleza. Respeitamos o adversário, mas sábado vamos jogar em busca da vitória e só”, disse o arqueiro.


Principal motivador do plantel, o treinador Ney da Matta reforça a importância da personalidade de cada jogador nesse momento. Para ele, a vitória é o único resultado que uma equipe, com desejos grandes, deve mirar. Dessa maneira, pensar em outra situação vai na contramão dos objetivos. “O Remo é uma equipe grande. Mas hoje o time precisa ir além da camisa para vencer. Por isso esse grupo foi montado com gente de personalidade e com alma. Que não se entrega. Queremos a vitória sempre, mas sabemos que terá momentos que não virá. Mas podem ter certeza que esse grupo vai brigar até o final pelo resultado”, frisa o comandante.

PARTE FÍSICA

– Para essa partida de amanhã contra o Independente, a comissão técnica do Remo adotou um estilo diferente de preparação. Priorizando treinos regenerativos com os jogadores que atuaram como titulares na partida de estreia, a programação em campo se voltou mais para corridas e finalizações, além de esboços táticos, fazendo com que o único coletivo fosse realizado apenas ontem.

– O foco dessa metodologia, de acordo com o preparador físico da equipe, Altamir Junior, é evitar o desgaste desnecessário nos atletas. Mas apesar dos exercícios estarem voltados ao confronto contra o Galo, esse tipo de cuidado será uma tônica do grupo para o primeiro semestre, justamente para a excelência física.

– “Toda atividade física, sobretudo as que envolvem o desempenho em alta escala, como é o futebol, precisam do descanso. O repouso faz parte do exercício. Nossos atletas estão demonstrando uma evolução muito forte desde a pré-temporada. Alguns se sacrificaram muito no primeiro jogo. É importante equilibrar isso, a diretoria também vem atuando para isso, como hoje (ontem/viagem). A própria produtividade e qualidade técnica deles irão aumentar com o cuidado fisiológico”, explicou Altamir Junior.

(Matheus Miranda/Diário do Pará)