Moradores do quilômetro 6 da avenida Augusto Montenegro, bairro do Parque Verde, estão revoltados com as medidas de mudanças de pontos de ônibus para locais improvisados e afastados do ponto de parada habitual de coletivos.

Essas improvisações tem sido frequentes e bastante prejudiciais para quem depende dos coletivos. Na confusão que se transformou a avenida, com asfalto irregular e intermináveis obras do BRT,  muitas vezes alguns motoristas “queimam” paradas.


De acordo com um internauta, tudo isso seria frequentemente observado por agentes da Superintendência de Mobilidade Urbana (Semob) quando estão no trecho, mas não tomam nenhuma providência sobre.

“A população, diante dessa medida pede melhorias do abrigo improvisado pela construtora, sinalização adequada e segurança, em vista de roubos e assaltos que ocorrem durante as primeiras horas da manhã e durante à noite”, declarou um morador do trecho.

A reportagem  entrou em contato com a Prefeitura de Belém para saber que providências serão tomadas sobre o caso.