Com suspeita de ter contraído o novo coronavírus, Luan, meia-atacante do Corinthians, ainda não realizou o teste para comprovar, ou não, a presença do vírus em seu organismo, segundo afirmou o doutor Ivan Grava, médico do clube.

O autor do gol de empate do time alvinegro contra o Ituano no domingo (15), em jogo válido pelo Campeonato Paulista, está em isolamento em casa e é monitorado pelo departamento médico corintiano.


Em entrevista ao Sportscenter, programa da ESPN, nesta segunda-feira (16), Grava explicou que Luan se sentiu mal após o jogo na Arena Corinthians, realizado com portões fechados, e foi medicado. Quanto ao exame para detectar a covid-19, o médico disse que o clube alvinegro esperará as próximas horas para definir se testará o meia.

“O Luan, ontem, no final do jogo, apresentou alguma queixa de dor no corpo, dor de cabeça e um mal-estar. Nós o avaliamos depois do jogo, imediatamente medicamos, e ele está em casa hoje, com monitoramento direto pelo departamento médico. Inclusive falei com ele há pouco, ele está melhorando, mas, por enquanto, nós estamos aguardando para ver quais são os sintomas que vão aparecer no Luan, ou não”, contou o médico.

“O Luan ainda não (fez o teste), e nós estamos esperando as próximas horas para definir se faremos o teste nele ou não, aguardando a evolução. Como ele está em isolamento em casa, não tem problema de, se ele tiver, passar para alguém. Estamos aguardando as próximas horas para definir isso daí”, completou.

Já sobre a paralisação do Paulista, Ivan Grava aprovou a atitude da FPF (Federação Paulista de Futebol) e revelou ter conversado com médicos de outros clubes. “Eu acho muito acertada a paralisação do campeonato. Inclusive, ontem, nós do departamento médico do Corinthians estávamos conversando, ligando para médicos de outros clubes também, para parar o campeonato, porque é um risco muito grande para a população, e para os próprios jogadores também”, avaliou.

 (DOL)