(Bérgson foi o grande nome da vitória sobre o São Raimundo (Foto: Ney Marcondes)

Com os 3 gols que marcou diante do São Raimundo e que, consequentemente, garantiram a passagem do Paysandu à final do Parazão, o meia-atacante Bérgson passou a somar 9 gols na temporada, sendo, agora, o principal artilheiro do clube e, também do Estadual, no qual soma 8 tentos. Após a partida do último sábado (22), ele comentou o fato de ter balançado a rede por três vezes, feito inédito este ano.

 “Como falei na primeira coletiva aqui no Paysandu, disse que iria dar o meu máximo com a camisa do clube”, disse. “Estou feliz, pois os números falam por eles mesmos”, salientou. Mas, o jogador também ressaltou o empenho do grupo bicolor. A ideia de comemorar os gols pulando em uma perna só teria partido do atacante Leandro Carvalho.


“O Leandro pediu pra gente festejar assim, pois um amigo dele havia pedido”, revelou. “Nem sabia dessa história do Saci Pererê”, completou. A comemoração causou uma certa polêmica, soando como uma provocação ao rival Remo – vetado, o meia Eduardo Ramos disse que jogaria com uma perna só. O técnico Josué Teixeira, pelas redes sociais, respondeu que ninguém é Saci para jogar com uma perna, e a confusão ficou formada.

Sobre a partida de quarta-feira, contra o Santos-SP, que marcará a estreia do time na Copa do Brasil, o meia não fugiu ao discurso do técnico Chamusca e dos demais jogadores. “Temos em mente de que não entramos como favorito”.

(Nildo Lima/Diário do Pará)