O campeão voltou! Jon Jones, pragmático no octógono, voltou a dominar seu rival, manteve o cinturão dos meio-pesados (93 kg) e deixou claro que poucos atletas terão uma chance real de derrotá-lo no UFC. E Anthony Smith não é um deles.

Vídeo incorporado

UFC Brasil

@UFCBrasil

Em câmera lenta! O chute rodado de @JonnyBones!

Tempo Real ➡ http://bit.ly/2IQdwWG 

62 pessoas estão falando sobre isso

Acuado desde o início, o desafiante foi “cozinhado” por Jones, que alternou chutes altos com chutes no corpo e cruzados de direita. E embora pouco efetivo no primeiro assalto, Jon controlou tanto as ações que pouco se viu uma tentativa de ataque do oponente.

Na segunda etapa, um novo domínio territorial e no volume de golpes chegaram a dar a impressão que a disputa poderia acabar a qualquer momento. No entanto, Jones preferiu cadenciar o ritmo como de costume e tratou de jogar no erro de jogo de pernas de Smith.


O excesso de zelo, porém, também mostrou a insatisfação da torcida que, a partir do terceiro assalto, vaiou os rivais pedindo por um duelo com mais ação. Por isso, na etapa seguinte, o campeão trouxe mais contundência em seus golpes e com cotoveladas, joelhadas e muitos socos deixou Smith praticamente nocauteado, até que conectou uma joelhada ilegal.

Sem pensar duas vezes, o árbitro Herb Dean retirou dois pontos do campeão, que ao ver a ampla diferença de pontos caía tanto, optou por garantir mais  um triunfo para o seu cartel. Aos 31 anos, Jones acumula cartel com 24 vitórias, uma derrota e um ‘no contest’ (luta sem vencedor).

Vídeo incorporado

Camilo Pinheiro Machado@camilopmachado

Jon Jones se despedindo de uma semana que terminou com mais uma vitória do campeão.

Veja outros Tweets de Camilo Pinheiro Machado

Veja os resultados do UFC 235:

Jon Jones venceu Anthony Smith por decisão unânime;

Kamaru Usman venceu Tyron Woodley por decisão unânime;

Ben Askren finalizou Robbie Lawler no 1º round;

Weili Zhang venceu Tecia Torres por decisão unânime;

Pedro Munhoz nocauteou Cody Garbrandt no 1º round;

Zabit Magomedsharipov venceu Jeremy Stephens por decisão unânime;

Johnny Walker nocauteou Misha Cirkunov no 1º round;

Cody Stamann venceu Alejandro Pérez por decisão unânime;

Diego Sanchez nocauteou Mickey Gall no 2º round;

Edmen Shahbazyan nocauteou Charles Byrd no 1º round;

Macy Chiasson nocauteou Gina Mazany no 1º round;

Hannah Cifers venceu Polyana Viana por decisão dividida.

(Com informações do portal UOL)