A cobrança pela falta de pontaria dos jogadores de ataque do Clube do Remo já ultrapassou as fronteiras das arquibancadas. Os próprios atacantes da equipe têm demonstrado insatisfação com a falta de objetividade nas últimas apresentações do time. A vitória diante do Globo-RN, pela Série C, por exemplo, veio através de bola parada, em cobrança de pênalti de Isac. Inclusive, nos três triunfos recentes da agremiação, três dos quatro tentos foram anotados na marca da cal. Sinal de que algo está errado.

Embora a equipe tenha exibido uma boa desenvoltura nas duas partidas pelo Nacional, o desperdício constante de oportunidades é uma lembrança constante das limitações do grupo. Dessa maneira, apesar do resultado positivo no final de semana passado, a situação já chateia os membros do setor ofensivo remista. “Incomoda sim, mas incomodaria mais se o resultado positivo não viesse, como no jogo contra o Atlético-AC. Claro que a gente não está ali para errar as finalizações, mas estamos trabalhando bastante. Não podemos abaixar a cabeça porque a competição exige mais empenho para buscar os três pontos”, disse Elielton.

O atacante ainda reiterou a importância dos homens de frente do Leão começarem a desencantar, pois, em confrontos como visitantes, independentemente de qual for o adversário, a necessidade de ser efetivo é dobrada. “A gente sabe a dificuldade que é a competição. Então quanto mais a gente pontuar fora de casa e ganhar dentro de casa, melhor. Temos que ir focados, em busca de marcar gols, porque uma vitória ou até um empate é bom, qualquer ponto para nós é importante”, destacou Elielton.


Responsável pelo gol que deu o título do Estadual para o Leão, assim como a primeira vitória na Série C desta temporada, o centroavante Isac também demonstrou estar na bronca pelo desperdício de chances a gol. Mesmo balançando as redes em quatro oportunidades nos últimos cinco jogos, o atleta acredita que a média poderia ser superior caso as brechas fossem aproveitadas. “Sabemos que as atuações não foram boas. Perdemos, sim, algumas chances que um time como o Remo não pode perder. O professor vai nos ajudar a mudar isso, mas o importante é que estamos buscando e estamos aparecendo. Mais calma, tranquilidade. É acertar o pé agora, porque assim os gols aparecem”, concluiu Isac.

E MAIS…

Bola parada tem sido fundamental nas últimas três vitórias do Remo.

– Paysandu 1 x 2 Remo -01/04/2018
Gols: Isac (pênalti) e Rodriguinho.

– Remo 1 x 0 Paysandu – 08/04/2018
Gol: Isac (pênalti)

– Remo 1 x 0 Globo-RN- 21/04/2018
Gol: Isac (pênalti)

(Matheus Miranda/Diário do Pará)