O Clube do Remo encara hoje um velho conhecido. O adversário do Leão, às 19h, no Mangueirão, pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro da Série C, será o Cuiabá-MT, que já disputou com a final da Copa Verde de 2015 contra os azulinos e levou a melhor. O confronto desta noite será em outro momento, e as duas equipes vão em busca de uma recuperação na competição.

Os remistas estão vindo de uma derrota fora de casa, na rodada passada para o Asa-AL, por 1 a 0. Dentro de casa, o Leão quer se recuperar deste revés, para se firmar entre os quatro primeiros colocados, brigando pela classificação ao mata-mata do acesso. Entre as novidades dos comandados de Josué Teixeira, está o meio-campista Danilinho. O jogador volta ao time após a aprimorar a parte física. Ele é a esperança de criação das jogadas ofensivas para que Nino Guerreiro e Edgar possam balançar as redes do adversário.

O time cuiabano vem sofrendo até aqui nesta Terceirona. Foram dois jogos, sendo um empate e uma derrota dentro de casa, para o Confiança-SE. Com estes resultados, o Dourado ocupa a oitava colocação e precisa se recuperar para não entrar na zona de rebaixamento. Para isso, a equipe do Centro-Oeste precisará vencer o Leão fora de casa, para que a pressão, que já assola o clube, não fique maior ainda.

Ao longo da semana, três novos atletas foram apresentados pelo Dourado: os meias Pereira e Bruno Sávio, e o atacante Elias. A expectativa é de que o técnico Roberto Fonseca, mesmo sem ter conseguido vitórias, mantenha o time que disputou as duas primeiras rodadas.

Josué sabe da dificuldade, mas foca na vitória


O Cuiabá não é nenhum mistério para o Clube do Remo. Além de já terem disputado alguns jogos, o time do Centro-Oeste tem algumas caras que os azulinos conhecem bem. Na Terceirona do ano passado, foram dois jogos, com um empate na Arena Pantanal, e uma vitória dos remistas por 2 a 0, em Belém. Em contrapartida, por saberem bastante uns dos outros, a expectativa é de que a partida seja bem complicada. Sendo difícil ou não, os azulinos querem a vitória para seguir no caminho da Série B.

O treinador Josué Teixeira comenta que conhece alguns jogadores que fazem parte do plantel do Dourado. Além disso, ele ressalta que a equipe cuiabana está tomando uma atitude semelhante à dos azulinos, que é fazer contratações durante o campeonato. “Chegou lá o Elias, atacante que eu conheço, tem o Bruno Veiga. A equipe deles tem bons jogadores e que buscam se acertar durante a competição. Vai ser um jogo difícil”, destaca o técnico remista.

Mesmo com esses nomes conhecidos e com a já esperada dificuldade da partida, Josué ressalta que acredita muito na evolução da sua equipe, que trabalhou bastante durante a semana. “A gente tem de fazer um bom jogo e permanecer no G4, que é o nosso objetivo. Porque, permanecendo no G4, você está sempre próximo de buscar o acesso”, argumenta o treinador azulino.

Evolução

‘Trabalhaei bastante e estou bem’, afirma o camisa 10 azulino

A estreia do Clube do Remo em Belém, há duas semanas, contra o Fortaleza-CE, mostrou que os novos atletas da equipe precisavam reforçar a parte muscular. Entre eles, estava o meia Danilinho, que sentiu bastante os efeitos do jogo. Tanto é que o atleta não enfrentou o Asa-AL, na rodada passada, e ficou a última semana somente fazendo um trabalho específico de reforço muscular.Para o jogo de hoje, contra o Cuiabá-MT, o meio-campista espera ter uma evolução, já que na primeira partida ele sentiu bastante dificuldade, por causa da sua condição física estar abaixo da ideal.

“Eu trabalhei bastante e estou bem. Tenho de estar bem melhor do que foi contra o Fortaleza. Sei do que posso render para o clube e nada melhor do que uma semana bem produtiva de trabalho para fazermos um grande jogo”, afirma o camisa 10.Danilo reconhece que não foi bem na estreia e que sentiu bastante por causa da parte física. Mas, agora, ele espera que tenha um crescimento contra o Cuiabá, mesmo que ainda ocorram alguns problemas relacionados ao condicionamento físico da equipe. “Eu tenho a minha autocrítica e tenho certeza que posso render muito mais do que rendi. Pode ter certeza que vontade e garra, isso não falta. Mas só isso não ganha jogo, precisamos estar bem na parte técnica e tática também”, ressalta o meia.

Cuiabá quer apagar mau começo e entrar nos trilhos

O Cuiabá não começou nada bem a competição. Os comandados de Roberto Fonseca ainda não conseguiram vencer no Campeonato Brasileiro da Série C. A equipe do Pantanal vai tentar a reabilitação fora de casa, contra o Clube do Remo. O Dourado tentará derrubar o Leão dentro de seus domínios e afastar o fantasma do rebaixamento, que já começa a assombrar os cuiabanos, mesmo com o torneio no início.

Na primeira rodada, até que o time esmeraldino conseguiu um bom resultado, ao empatar fora de casa com o Botafogo-PB, um dos favoritos a uma das vagas no mata-mata do acesso e, quiçá, ao título da competição. Porém, na segunda rodada, em casa, onde a expectativa era de que a primeira vitória viesse, a equipe foi surpreendida pelo Confiança-SE. O Dragão foi até a Arena Pantanal e venceu por 2 a 1. Com o resultado, além de deixar o Dourado na oitava colocação, a crise começou a rondar os bastidores do Cuiabá.

Para o jogo de hoje, o treinador Roberto Fonseca espera que a equipe, mesmo sem modificações, consiga apresentar um melhor futebol diante do Leão. Além disso, o técnico esmeraldino já afirmou que é preciso conquistar pontos fora de casa para que a equipe sonhe com alguma coisa a mais na competição. Por isso, é bom não esperar que o Cuiabá tenha uma postura totalmente passiva.

(Café Pinheiro/Diário do Pará)