Após a vitória do Clube do Remo diante do Asa-AL, na última segunda-feira(24), por 1 a 0, a equipe azulina ganhou folga de dois dias. Ou seja, hoje os remistas ainda vão ter mais um dia sem trabalhar. Essa decisão gerou muita polêmica, mas o treinador Léo Goiano tratou de explicar.

De acordo com o comandante azulino, a decisão de liberar o elenco por 48h foi tomada em comum acordo entre todos os setores envolvidos, ou seja, comissão técnica e jogadores. “Toda a decisão que nós tomamos é em conjunto. Eu gosto que a minha comissão participe destas decisões, porque é muito importante”, ressalta. “Há a necessidade de os atletas descansarem. O jogo contra o Asa foi muito desgastante, terminou 23h e os jogadores ficam pilhados. Não vão dormir bem durante a noite”, justifica.

Além do horário da partida e do sono perdido dos jogadores, Léo Goiano explica que o cansaço do jogo de segunda-feira, só vai ser sentido pelos atletas hoje. Por isso, o técnico remista ressalta que este momento dado aos jogadores precisa ser utilizado para recarregar as baterias.


“Descanso também é treino. Temos orientado os atletas para que eles aproveitem bem este momento. É para se alimentar bem, ficar com as famílias”, destaca. “Neste momento, a carga emocional dos jogos é muito grande. E eu quero o nível de compromisso cada vez maior, para brigarmos pelas posições grandes na competição”, argumenta Léo Goiano.

FRANÇA AVALIA A SUA ESTREIA NO LEÃO

– Contra o Asa-AL, o volante França fez sua primeira partida com a camisa do Clube do Remo e também no Campeonato Brasileiro da Série C. Apesar de todo a expectativa em cima do jogador, o meio-campista sentiu bastante o ritmo de jogo e até o calor de Belém. Mas, nos próximos dias, ele espera entrar em forma para que suas atuações sejam do jeito que ele e a torcida esperam.

– “Eu tenho minha autocrítica. Senti um pouco o clima, o calor. Não estou bem fisicamente e ainda preciso pegar mais ritmo de jogo”, comenta. “Mas agora é adquirir uma melhor condição física durante esta semana, para que eu chegue bem para o jogo contra o Cuiabá”, completa França.

– Na sua estreia pelo Leão, além do calor da cidade, o volante sentiu o calor que vem das arquibancadas. Para França, com o torcedor do lado, apoiando, o Remo pode ser imbatível. “Eles são o 12º jogador. Eu fiquei impressionado, com o torcedor incentivando e aplaudindo. Dá muita força para nós. Até para correr e ir até o final”, ressalta.

(Café Pinheiro/Diário do Pará)