Com o anúncio de Esquerdinha e Felipe Recife, o esqueleto do plantel azulino vai tomando forma. Com os goleiros Vinícius e Evandro Gigante, o zagueiro Martony e o volante Dudu, além do atacante Jayme que, de acordo com o diretor de futebol Milton Campos, já esta acertado para o ano que vem, o Clube do Remo vai dando “liga” no seu grupo para o futebol profissional. Além desses atletas que já foram quase todos oficializados, cerca de 10 jogadores da base remista irão subir ao elenco principal para 2018.

Sendo assim, ao menos em tese, o Mais Querido já possui um grupo de 17 jogadores. Para fechar o grupo de 28 atletas, como foi estipulado pelo comandante Ney da Matta, cerca de 11 jogadores ainda serão contratados. E os próximos a serem anunciados deverão ser um atacante, um meio-campista e um zagueiro.

Os responsáveis pelo futebol azulino não confirmam se, de fato, essas são as posições de origem que seguem em negociação. Mas, como foi confirmada a contratação de um volante e de um meia, essas outras posições deverão mesmo ser as próximas. “Nesse momento, em respeito às negociações, melhor não detalhar também as posições. Mas atletas chegarão ainda nessa semana”, disse, com teor de mistério, o diretor de futebol Paulinho Araújo.

PLANTEL ATUAL DO REMO


– Goleiros: Vinícius e Evandro Gigante
– Zagueiro: Martony
– Lateral: Esquerdinha
– Volantes: Dudu e Felipe Recife
– Atacante: Jayme

Atletas da base – A lista com os atletas oriundos da base ainda não foi confirmada pelo departamento de futebol do Clube do Remo.

Diretoria ainda corre atrás de local para treino

Com pouco mais de 20 dias até o começo da pré-temporada 2018 do Clube do Remo, programada para se iniciar no dia 4 de dezembro, os diretores da agremiação azulina já vêm fazendo um estudo de caso sobre os possíveis locais para a preparação. A primeira opção ainda é o estádio Evandro Almeida, o Baenão, mas por causa da implantação do gramado do alçapão azulino, que deverá ter o começo da restauração já na próxima quarta-feira (22), talvez, o local fique inviabilizado para os treinos e coletivos.

Sendo assim, o Mangueirão ou os campos do Centro Esportivo da Juventude (Ceju) são outras opções dentro da capital para as movimentações do plantel remista. No entanto, municípios do interior também são alternativas de destino para o Leão Azul.

“Já estamos vendo isso. Talvez seja em Belém. Mas tem de ser um local bom, ainda mais por causa das chuvas que terão o começo nesse fim de ano. Mas já estamos vendo”, disse Paulinho Araújo, diretor de futebol do Clube do Remo.

(Matheus Miranda/Diário do Pará)