Em jogo disputado, o Remo foi crucial e saiu na frente no duelo contra o Bragantino. O placar de 1 a 0 para os remistas, em jogo disputado na tarde desta quarta-feira (3), no estádio Diogão, em Bragança abriu o duelo entre os times por uma vaga na final do Campeonato Paraense.

As duas equipes enfrentam uma grande dificuldade durante o jogo: o gramado do estádio São Benedito, que estava apresentando irregularidades para as duas equipes e isso influenciou nos primeiros minutos da partida. O primeiro lance de perigo foi de bola parada aos 12 minutos, onde Douglas Packer cobrou falta e Axel defendeu com dificuldade.

Dono da casa o Bragantino chegou com perigo em duas oportunidades com em menos de cinco minutos: aos 25, Fidélis chutou de longe e o goleiro Vinicius espalmou para escanteio. Logo em seguida, o Bragantino marcou, mas o assistente marcou impedimento.

No segundo tempo, o Bragantino tentou encurralar o Leão no campo de defesa e logo desperdiçou uma boa chance com Fidélis, que recebeu passe de Rafinha e chutou para fora.

Logo depois, o Remo teve a bola do jogo nos pés com Dedeco, após defesa do goleiro Axel. O volante azulino chutou e o goleiro salvou o gol que era praticamente certo.

A sorte estava do lado remista e ela veio na reta final do jogo: Com Gabriel saindo de campo, o Bragantino terminou o jogo com dez jogadores e no lance seguinte, Romário errou a bola e deu escanteio para o Leão. Na cobrança, Emerson Carioca usou a cabeça e balançou a rede aos 49 minutos do segundo tempo dando a vitória ao Remo.


Com a vitória, o Remo joga por um empate para ir a grande final do Parazão 2019. Resta ao Bragantino vencer por um gol de diferença para levar o jogo para os pênaltis e se o time de Bragança vencer por dois gols, a vaga fica com o Tubarão de forma direta.

Remo X Bragantino volta a jogar no domingo (7), às 16h no estádio Mangueirão.

VEJA O GOL

FICHA TÉCNICA

BRAGANTINO: Axel; Bruno Limão, Gabriel, Romário e Esquerdinha; Keoma, Lukinha (Arian), Eneilson e Marco Goiano (Rafinha); Tony Love (Mauro Ajuruteua) e Fidélis.

Técnico: Agnaldo de Jesus

REMO: Vinicius; Geovane, Marcão, Keven e Rafael Jansen; Dedeco (Diogo Sodré), Djalma, Yuri e Douglas Packer; Edno (Emerson Carioca) e Gustavo Ramos (Mário Sérgio).

Técnico: Márcio Fernandes

ÁRBITRO: Gustavo Ramos Melo

ASSISTENTES: Heronildo Sebastião Ferreira e Robson João dos Reis

CARTÃO AMARELO: Keven (REM)

LOCAL: estádio São Benedito, Bragança (PA)

(Diego Beckman/DOL)