Passado o jogo de ontem, contra o Boa Esporte-MG, a diretoria do Paysandu deve se reunir por todo o dia de hoje a fim de deliberar a contratação do substituto do técnico Marcelo Chamusca, liberado pelo clube após uma sequência de resultados ruins na Série B do Brasileiro. A ideia dos dirigentes, conforme adiantou na segunda-feira (19) o executivo André Mazzuco, é que o novo comandante já faça a sua estreia na partida de sexta-feira (23), contra o CRB-AL, em Maceió, pela 10ª rodada do campeonato.
Alguns nomes vêm sendo especulado nos arraiais bicolores, mas até ontem não havia nado de concreto no tocante ao acerto com o futuro técnico do time. Entre os treinadores comentados está Marquinhos Santos, 44 anos, ex-Coritiba-PR. O técnico já teria, inclusive, aberto negociações com Mazzuco, com quem trabalhou em sua passagem pelo Coxa.

MAIS NOMES
Além de Marquinhos, outros nomes especulados são os de Mazola Júnior, Givanildo Oliveira, Lisca e Toninho Cerezo, mas todos no campo dos boatos, sem a confirmação por parte da diretoria. Mas, segundo um dirigente bicolor, que pediu anonimato, o mais próximo da Curuzu é mesmo Marquinhos Santos. “O Mazola, por exemplo, tem a rejeição de alguns dirigentes e, além disso, está envolvido em um curso no Rio de Janeiro, sendo muito difícil que ele acerte”, explicou a fonte, que confirmou o contato do clube com Marquinhos Santos.


(Nildo Lima/Diário do Pará)