Embora o jogo de sábado tenha sido apenas o segundo oficial do Clube do Remo na temporada, o desempenho abaixo do esperado já pode ser considerado como forte concorrente a pior do ano. Engolida pelo Independente, a equipe apenas fez número em campo com os jogadores, pois, assim como não conseguia chegar ao ataque de maneira perigosa, não conseguia impedir as investidas do rival.

Veja a galeria da partida

Para o zagueiro Bruno Maia, o time não produziu o suficiente para conquistar a vitória, porém, diz que a performance do grupo foi caso à parte. “Fizemos uma partida muito ruim. Até no aquecimento algo parecia fora do normal. O Independente foi muito bem com o seu estilo de jogo, parabéns a eles. Derrota faz parte, mas não podemos ceder o resultado da maneira que foi, sem reação. Essa foi uma noite atípica, isolada. O que deixa triste é sabermos da qualidade do grupo, mas que hoje (sábado), não se fez presente”, comentou o defensor.


Embora os jogadores tivessem errado em campo, o rendimento ruim também veio fora do gramado. O treinador Ney da Matta foi infeliz nas suas mexidas antes e durante na partida. Depois do primeiro gol do Independente, feito aos 2 minutos da etapa inicial, o técnico demorou a mexer na onzena. E quando mudou, não foi bem sucedido. Contudo, o lateral Esquerdinha, comentou a situação. “É, cara, infelizmente não jogamos bem. Não subestimamos o adversário, até porque o Remo não vence o Independente aqui desde 2012, parece. Fomos ruins no geral. Mas isso não vai mais acontecer porque vamos tomar como lição para seguirmos mais fortes dentro da competição”, explicou.

LIÇÃO APRENDIDA

Após sofrer dois gols no jogo de sábado, mesmo que não tenha tido culpa, o goleiro Vinícius foi um dos que ficaram na bronca pela péssima atuação do Clube do Remo diante do Independente. O jogador trata a derrota como passado, mas também como aprendizado para o duelo de amanhã, contra o Águia. “Já temos um jogo difícil na terça e por isso não temos que ficar arranjando desculpas. Precisamos sim ajeitar algumas coisas. Temos um treinador muito inteligente, que fará o que é certo. Isso aqui já é passado e precisamos mostrar contra o Águia, em Belém, que coisas como essas não irão mais repetir”, detalhou o goleir

Time vai mudar para A próxima partida

A atuação pífia do Remo na derrota de sábado para o Independente, fará com que o time passe por mudanças, como adiantou o próprio treinador Ney da Matta, em entrevista pós-jogo. Caso isso se confirme, a equipe entrará para o seu terceiro jogo, com uma terceira escalação distinta. Pelo rendimento na partida do final de semana, o comandante deverá alterar todo o meio de campo, assim como uma peça na zaga.

Contudo, o treinador precisará correr contra o tempo nas definições, já que o Leão terá, praticamente, apenas o dia de hoje para treinar e ajustar os detalhes, antes do jogo de amanhã contra o Águia. “Vamos ajustar. Se tiver que mudar esquema, mudamos, para pode ajeitar e fazer esse grupo cada vez mais forte. Um clube como o Remo, que tem os jogadores que tem, não pode ficar o primeiro tempo sem chutar a gol. Está muito longe daquilo que pretendemos. O torcedor pode acreditar que vamos ajustar e vai ser a partir de terça-feira”, avisou o comandante.

(Matheus Miranda/Diário do Pará