A uma semana da estreia do Bragantino na Copa do Brasil, o tubarão ainda não tem 100% de certeza em que estádio vai encarar o Ceará. O jogo único, válido pela primeira fase, está marcado oficialmente para o estádio Diogão, em Bragança, mas tem chances de mudar para o Mangueirão, em Belém.

A única possibilidade de troca de estádio está em um possível pedido da emissora que detém os direitos de transmissão da competição, que teria interesse em transmitir para Fortaleza o jogo na grade de quarta-feira à noite. A partida está marcada para às 15h30min porque o Diogão não possui sistema de iluminação. Um representante do Ceará está no Rio de Janeiro, onde fica a sede da CBF, para cobrar uma definição o quanto antes.

Existem dois prazos para mudança de tabela no regulamento geral de competições da CBF. O primeiro é de dez dias antes do dia do jogo, mas a mudança de local pode ocorrer até cinco dias antes, desde que os estádios estejam na mesma cidade. Ambos não atendem mais a possível mudança.


Jogar no Mangueirão nunca foi o desejo do Bragantino-PA, mandante do duelo. Foi o que afirmou o presidente do clube, Cláudio Wagner. O dirigente disse que o pedido de mudança partiu do Ceará e negou que tenha recebido qualquer dirigente alvinegro para conversar sobre o assunto. “O jogo deverá ser aqui mesmo e pelo que eu sei, o Ceará até já acertou hotel aqui em Bragança”, afirmou o presidente do Bragantino-PA.

A diretoria do Ceará procurou a Federação Cearense de Futebol (FCF), logo que a tabela saiu, para intermediar junto à CBF uma mudança de local devido condições inadequadas do Diogão. O pedido foi negado.

O Vovô também teria tentado abrir conversas com o Bragantino-PA sobre o mesmo tema, mas o time prefere jogar em casa.

O presidente da FCF, Mauro Carmélio, informou ter conversado na segunda-feira com Manoel Flores, diretor de competições da CBF, que negou qualquer mudança na partida Bragantino-PA e Ceará até então. Ainda nesta quarta, 5, a partida segue marcada para o Diogão.