Apesar do período de festa, com a mudança de ano, a diretoria do Paysandu segue trabalhando nos bastidores na tentativa de fechar sua lista de “compras” para a temporada 2018. O clube ainda busca os seus últimos contratados, após ter anunciado dez novos atletas, que se apresentarão junto com o restante do elenco no dia 2 de janeiro, na Curuzu. Segundo o executivo de futebol do clube, André Mazzuco, as aquisições podem ser anunciadas antes ou um pouco depois do começo da pré-temporada do plantel. Os bicolores ainda têm no rol de contratações vagas abertas para a lateral-esquerda, apoiador e atacante.

Com o meia Alan Mineiro e o atacante Henan descartados, conforme informou Mazzuco, na última quinta-feira (28), o Papão mira seu foco em outros jogadores, que fariam parte de uma espécie de plano B. As segundas opções teriam, segundo uma fonte, o mesmo nível técnico dos atletas que saíram de cogitação. “Estamos atentos ao mercado, como falei, quanto mais próximo de um desenho de elenco pronto para o ano todo, vamos buscar isso até o final”, afirmou Mazzuco, que admitiu encontrar dificuldade nas contratações por causa da concorrência do mercado”.

O funcionário bicolor ressaltou, na coletiva, que a direção de futebol do Papão vem trabalhando dentro de seu orçamento, que é inferior ao de clubes da Primeira Divisão. “Por isso estamos tentando ser o mais eficiente possível nessas contratações”, comentou.


AQUISIÇÕES

Paysandu anunciou, na última quinta-feira, quatro contratações e a renovação do volante Renato Augusto, remanescente da Série B do Brasileiro. Até aqui, o clube apresentou o nome de 10 reforços para a temporada 2018 e ainda existe a possibilidade do Papão trazer reforços para três posições que estão abertas no elenco: um lateral-esquerdo, um meia e um atacante. “A primeira coisa que o jogador pergunta é, o Paysandu aspira o quê?”, disse o cartola. O atleta, em outras palavras, quer saber do enriquecimento de seu currículo, o que lhe dá mais visibilidade no futebol e melhores condições financeiras.

CHANCE DA BASE

Os jogadores promovidos do sub-20 do Paysandu para o elenco principal do clube, segundo o executivo de futebol André Mazzuco, terão oportunidades iguais as que serão oferecidas aos atletas que estão vindo de outros centros para a disputa da temporada 2018 pelo clube. No total, sete atletas estão sendo promovidos e passarão a treinar junto com os profissionais a partir do dia 2 de janeiro, quando começa a pré-temporada do clube.

“O espaço é aberto para todos de forma democrática. Obviamente que dentro dali a disputa é sadia e igual para todos”, disse. O executivo de futebol citou os casos de alguns atletas promovidos da base e que se tornaram titulares em anos anteriores.

“Temos os casos de Leandro Carvalho, do Rodrigo Andrade e outros atletas, que ainda bem jovens se tornaram titulares”, observou. Na fase do técnico Marquinhos Santos, porém, os atletas vindos da base praticamente não jogaram. Caso do zagueiro Alan Pirulito e do volante William. O último chegou a jogar os cinco minutos finais da última partida da equipe na Série B do Brasileiro.

(Nildo Lima/Diário do Pará)