Paysandu fará sua estreia em casa na Série B do Campeonato Brasileiro diante do Londrina-PR, nesta sexta-feira (20) e busca aproveitar o fator casa para chegar ao G4 e conquistar o acesso para a Primeira Divisão, em 2019.

Como mandante, o Paysandu vem oscilando nas últimas edições da Série B e para quem busca o acesso, o time não pode desperdiçar pontos em casa. Somente em 2017, o Paysandu desperdiçou 53% dos pontos disputados em casa na Segundona, no pior aproveitamento do time como mandante na história da competição.

Por outro lado, o Paysandu busca repetir a campanha da equipe que em 1991 conquistou o título brasileiro vencendo todos os jogos em Belém. Foram 11 vitórias nos 11 jogos disputados como mandante, bem diferente de 2011, quando o time que conquistou o bicampeonato da Segundona obteve 84% de aproveitamento dos pontos, com uma campanha de 13 vitórias em 17 jogos disputados.

A Fiel Bicolor é esperada para o jogo contra o Londrina-PR, onde um resultado positivo dá ao Paysandu a oportunidade de fechar a rodada no G4 da Série B, uma vez que apenas o Fortaleza-CE mantém a campanha 100% na competição até o momento.


VEJA O APROVEITAMENTO DO PAPÃO NA SÉRIE B COMO MANDANTE

1980: 86% (5 Jogos; 4 Vitórias e 1 Empate)

1987: 83% (6 Jogos; 5 Vitórias e 1 Derrota)

1989: 53% (5 Jogos; 2 Vitórias, 2 Empates e 1 Derrota)

1991: 100% (11 Jogos; 11 Vitórias)

1996: 66% (4 Jogos; 2 Vitórias e 2 Empates)

1997: 80% (5 Jogos; 4 Vitórias e 1 Derrota)

1998: 66% (9 Jogos; 5 Vitórias; 3 Empates e 1 Derrota)

1999: 75% (11 Jogos; 6 Vitórias; 7 Empates e 3 Derrotas)

2000: 69% (12 Jogos; 6 Vitórias; 5 Empates e 1 Derrota)

2001: 84% (17 Jogos; 13 Vitórias e 4 Empates)

2006: 54% (19 Jogos; 9 Vitórias; 4 Empates e 6 Derrotas)

2013: 57% (19 Jogos; 9 Vitórias; 6 Empates e 4 Derrotas)

2015: 75% (19 Jogos; 13 Vitórias; 4 Empates e 2 Derrotas)

2016: 56% (19 Jogos; 8 Vitórias; 8 Empates e 3 Derrotas)

2017: 47% (19 Jogos; 7 Vitórias, 6 Empates e 6 Derrotas)

(Diego Beckman/DOL)