Paysandu bem que tentou, mas encontrou dificuldades para furar a retranca do Ypiranga-RS e não saiu do 0 a 0, na noite desta sexta-feira (28), no estádio da Curuzu, em Belém, pela abertura dos dois times no segundo turno do Campeonato Brasileiro da Série C.

VEJA COMO FOI A PARTIDA

Com a Curuzu recebendo mais de sete mil pessoas, o Paysandu tentou controlar o jogo para dominar o adversário, mas a tática quase dá errado, pois Marcinho chutou com perigo no passe errado de Caíque Oliveira.

A partir daí, o Paysandu controlou a parte tática e encurralou o adversário no campo de defesa. Thiago Luis assustou o goleiro Deivity na bola parada e mostrou o que seria a etapa final.

O Paysandu se organizou em campo e foi para cima do adversário. Diego Matos e Perema, jogadores da defesa exigiram da defesa do time Canarinho em chutes de longa distância.

A dupla voltaria a ser importante para o Paysandu, mas parou no goleiro Deivity: primeiro foi Deivity que defendeu o chute do lateral bicolor e, logo em seguida, o zagueiro cabeceou para boa defesa do goleiro gaúcho.

Por outro lado, Mota teve trabalho no chute rasteiro de Marcinho, em uma das poucas chances do time Canarinho no segundo tempo.


No fim, a Fiel torcida que chegou com sede de liderança voltou para casa decepcionada e vaiando o time, que com o empate soma 14 pontos e permanece na 4ª posição, um ponto a mais que o time gaúcho.

Agora, o Paysandu terá uma sequência de dois jogos fora de casa, sendo o primeiro na quinta-feira (4), contra a Tombense-MG, fora de casa.

VEJA OS LANCES

 

FICHA TÉCNICA

PAYSANDU: Mota; Tony, Perema, Micael e Diego Matos; Anderson Uchôa, Caíque Oliveira (Diego Rosa), Tiago Luis e Leandro Lima (Wesley Pacheco); Nicolas e Elielton (Pimentinha).

Técnico: Hélio dos Anjos

YPIRANGA-RS: Deivity; Wesley, Léo Kanu, Renato e Henrique Ávila; Fidélis, Reinaldo e João Vitor (Saimon); Jackson, Marco Antônio (Paulinho) e Marcinho (Pedro Pires).

Técnico: Fabiano Daitx

ÁRBITRO: José Henrique de Azevedo Junior (MA)

ASSISTENTES: Carlos André Pereira (MA) e Raphael Max Borges (MA)

CARTÕES AMARELOS: Tony, Micael, Anderson Uchôa e Thiago Luis (PSC); Fidélis, Marco Antônio, Deivity e Henrique Ávila (YPI)

RENDA: R$ 125.740,00

PÚBLICO PAGANTE: 4.216 (2.035 sócios)

PÚBLICO TOTAL: 7.858

LOCAL: estádio Leônidas Castro, Curuzu / Belém (PA)

 Papão não furou a retranca e acabou ficando com um ponto diante da Fiel. | Jorge Luiz / Paysandu SC
Papão não furou a retranca e acabou ficando com um ponto diante da Fiel.

 Papão não furou a retranca e acabou ficando com um ponto diante da Fiel. | Jorge Luiz / Paysandu SC