Enquanto o Paysandu realiza o pleito para a escolha de seu novo presidente, o departamento jurídico do clube terá uma nova batalha pela frente para evitar uma multa milionária em direção a Curuzu.

O clube bicolor foi notificado pela justiça através de uma liminar executada nesta semana em favor de uma empresa de confecção de ingressos, com pagamento de R$ 1.167.175,49, com direito de penhora de 20% do valor das cotas de patrocinadores destinadas ao clube bicolor até chegar ao valor acima.


Em contato com a reportagem, o advogado do Paysandu, Pablo Gonçalves informou que o clube irá analisar o documento para recorrer da decisão.

“Vamos estudar o caso para recorrer, pois trata-se de um processo de 2016 que gerou essa execução atual”, diz o advogado.

Além disso, a diretoria do Paysandu estuda ainda realizar novos acordos na justiça do trabalho para não prejudicar as finanças do clube, que vem sofrendo sem arrecadação de bilheteria por conta da pandemia da covid-19.

(DOL)