Poupado em alguns treinos do elenco, devido um problema no tornozelo, o zagueiro Perema assegurou, antes da viagem a Minas Gerais, que reúne condições de enfrentar o Boa, não entrando, assim, na lista de desfalques do time. O jogador explicou a ausência dele nas movimentações de preparação para a partida. “Foi mais para me preservar um pouco”, contou. “Fiz uma academia e estou pronto”, avisou o defensor. Segundo ele, uma vitória sobre o Boa é de vital valor para que o Papão, finalmente, possa voltar a arrancar na Série B do Brasileiro.

“É um resultado importante para que a gente volte pra casa e dê continuidade a uma boa sequência”, analisou. Assim como Marquinhos Santos, o jogador espera que o Papão volte a ser o mesmo que foi no turno do campeonato, quando desbancou, entre outros adversários, o Vila Nova-GO, Santa Cruz-PE e América-MG. “No primeiro tempo chegamos a fazer grandes jogos fora, alguns até superiores aos que fizemos em casa”, recordou. “Agora precisamos voltar a ter esse comportamento para que o grupo consiga os resultados lá fora”, declarou.


Católico, Perema contou na coletiva de quarta-feira que na volta de Minas espera acompanhar mais de perto o Círio de Nazaré, coisa inédita em sua vida. “Lá em Santarém sempre acompanhava pela televisão e agora aqui espero assistir mais de perto”, declarou. O jogador, no entanto, só não disse se fez alguma promessa à Virgem de Nazaré para que o Papão volte a vencer na Série B.

(Nildo Lima/Diário do Pará)