A Portuguesa acertou em audiência realizada na última quarta-feira, um acordo com diversos ex-atletas do clube para quitar os débitos trabalhistas com estes jogadores. Entre os nomes dos atletas que acertaram o acordo, destaca-se o centroavante Ricardo Oliveira, que vestiu a camisa da lusa entre 1999 e 2002.

Apesar de entrar em acordo com o atual atacante do Peixe, a homologação do acerto depende das confirmações dos magistrados responsáveis pelos diferentes processos. Além de Ricardo Oliveira, o clube conseguiu um acerto com Rogerio Pinheiro dos Santos; Marcus Vinicius de Souza Ozias; Tiago de Moraes e Rafael Monteiro Alves.


O acordo homologado na 59ª Vara do Trabalho de São Paulo faz com que o tradicional clube paulista se veja obrigado a pagar R$ 50 mil a cada um dos credores em prazos que variam entre 15 e 501 meses, dependendo do montante devido. No total, o clube ofertou cerca de R$ 48 milhões para quitar estas dividas.

Na opinião de Mauricio Marchetti, juiz responsável por conduzir o caso, o acordo é de grande importância para o clube e para os jogadores.“Para mim, essa audiência significou o fim de uma história que dura mais de 15 anos. E o papel principal da Justiça do Trabalho é esse mesmo. Conciliar, aproximar as partes, pôr fim a litígios de maneira satisfatória para as duas partes”, completa.

Vale ressaltar que a penhora do terreno da Portuguesa segue mantida para que ocorra a garantia do cumprimento do acordo realizado na 59ª VT/SP. As execuções contra o clube nas demais varas do trabalho não sofrem qualquer tipo alteração.

Fonte: Gazeta Esportiva