Nesta terça-feira (12), Belém completa 405 anos de fundação e com muitas histórias ligadas ao esporte, principalmente ao futebol paraense.

Nisso, o portal DOL resolveu escalar uma seleção de jogadores que se destacaram por aqui e que acabaram ganhando o mundo com o talento paraense.

DEFESA

1 – Paulo Victor: O goleiro nascido em Belém teve destaque no time do Fluminense, que em 1984 foi campeão brasileiro em cima do Vasco-RJ. O goleiro também atuou por Paysandu e Remo nos anos 90.

2 – Yago Pikachu: Revelado na base do Paysandu, Yago Pikachu tinha que aparecer na lista da seleção de Belém. Atualmente atua no Vasco-RJ e pode se tornar o maior lateral direito artilheiro de todos os tempos.


3 – Marajó: Nascido em Belém, o jogador teve destaque no Remo na década de 70 e também no eixo Rio-SP, onde atuou no Vasco-RJ e no Santo André-SP, com uma campanha de sucesso em várias edições do Campeonato Paulista, nos anos 80.

4 – Sérgio: Revelado pela Tuna Luso Brasileira, o zagueiro fez parte dos grandes momentos do futebol paraense. No Remo, o jogador foi campeão brasileiro da Série C de 2005 e no Paysandu conquistou o bi da Série B, Copa Norte e Copa dos Campeões.

6 – Rosemiro: Do Baenão, o jogador ganhou destaque em dois grandes times dos anos 70. Primeiro o Vasco e depois o Palmeiras-SP, onde acabou indo para a seleção brasileira.

MEIO DE CAMPO

5 – Charles Guerreiro: Revelado no time tricampeão paraense pelo Paysandu, o volante ganhou destaque no futebol carioca indo atuar no Flamengo-RJ ao lado de craques como Junior, Gilmar e Bebeto.

8 – Sócrates: Nascido em Belém, o jogador foi embora para o interior de São Paulo ainda criança e ganhou destaque no Corinthians-SP. Fato que o levou para duas copas do mundo (82 e 86).

7 – Heyder: Apelidado de ‘Flecha’, o meia tinha uma agilidade que ninguém o parava. O meia que atuou no nordeste e no Flamengo ganhou destaque no Internacional-RS, com uma goleada de 5 a 1 sobre o Peñarol-URU, dentro do Beira-Rio.

10 – Giovanni: Com passagens por Tuna e Remo, o ‘Messias’ brilhou no Santos com a camisa 10 de Pelé e chegou até a seleção brasileira. O jogador ainda teve uma passagem no Barcelona, onde jogou ao lado de Ronaldo Fenômeno, sem deixar o seu talento de lado.

ATAQUE

9 – Quarentinha: Waldir Cardoso Lebrego, o Quarentinha faz jus a camisa nove da seleção. Afinal de contas, o jogador é o maior artilheiro da história do Botafogo-RJ com 313 gols marcados e é um dos maiores goleadores da história do Maracanã.

11 – Nildo: Artilheiro alto e eficiente no cabeceio. Assim era Nildo, que virou ídolo para a torcida do Grêmio-RS, que com o seu gol comemorou o título da Copa do Brasil de 1994, que levaria o time ao bicampeonato da Libertadores, em 1995.

(DOL)