O ano de 2021 nem bem começou, mas o Clube do Remo já terá pela frente o seu maior compromisso desta temporada. Nesta tarde (30), a partir das 17h, no estádio Mangueirão, em Belém, na busca pelo título da Série C do Campeonato Brasileiro 2020, o Leão Azul encara o Vila Nova-GO pelos 90 minutos finais da grande decisão da competição, em partida que será transmitida pela RBATV/BAND.

Para incômodo do Remo e da sua torcida, a equipe azulina não terá vida fácil para sair de campo com a faixa de campeão: para encerrar as atividades do certame com o ouro e volta olímpica, o time paraense precisa reverter o placar sofrido em Goiânia (GO) de 5 a 1 na semana passada e vencer por quatro gols de diferença para ir aos pênaltis ou fazer uma diferença de cinco para cima para liquidar a fatura no tempo normal.

Apesar das adversidades naturais, os jogadores do Leão demonstram raça, motivação e fé na conquista do bicampeonato nacional, 16 anos depois da primeira glória. O pensamento positivo, inclusive, tem sido o mantra. Depois da goleada sofrida fora de casa, dos inúmeros casos de covid-19 e problemas com lesões, ainda assim os jogadores focam no objetivo desse confronto, que é o título.

Nos encontros passados com o Tigrão, o equilíbrio imperou nas quatro linhas. Fora a goleada atípica passada, em jogo que o Vila aproveitou de maneira correta a sua vantagem grupal em detrimento aos desfalques azulinos, os dois times travaram jogos chatos e sem tanta emoção nas vezes em que se encontraram ainda pela fase classificatória. Na ocasião, empates sem gols no Mangueirão e no estádio OBA.


O goleiro Vinícius clamou sobre o desejo de vitória. “A gente sabe que são chances difíceis, mas não são impossíveis. A gente vai trabalhar focado, concentrados. Buscar primeiramente fazer um gol e competir em um jogo muito diferente do que foi o primeiro”, disse.

Com o retorno da maioria dos infectados pelo novo coronavírus, exceto pelo volante Warley, lateral-esquerdo Marlon e o técnico Paulo Bonamigo, Vinícius falou sobre o ‘jogo da vida’ de cada um que for atuar. “Vamos lutar bastante para conquistar essa vitória, independentemente se vamos ser campeões ou não. É importante terminar vencendo”.

Equipe goiana pode perder por até três gols

Equipe completa, vantagem numérica no agregado e o desespero do adversário. O cenário do Vila Nova-GO para esta final de Série C não poderia ser mais animador para o compromisso da volta contra o Clube do Remo, nesta tarde, no Mangueirão.

Muito próximo de erguer o seu terceiro título da terceira divisão nacional, o Tigre pode perder por até três gols de diferença que, ainda assim, será condecorado com o título de campeão da competição. Mesmo assim, o técnico Márcio Fernandes rechaçou qualquer vantagem. “A responsabilidade nossa é grande ainda. Chegamos numa final, com um placar até dilatado em um jogo com duas equipes parelhas. Temos que dar o nosso melhor para conseguir esse título”, destaca.

Com força máxima, o Vila deve contar com apenas uma única baixa para este jogo. O atacante Talles está fora do duelo após ser negociado com um time da Europa. O argentino Emanuel Biancucchi deve ser o substituto.

(Diário do Pará)