O Clube do Remo terá a chance de ouro nesta tarde, às 16h, para tentar minimizar o baque sofrido no último final de semana após a goleada para o Vila Nova-GO, por 5 a 1, pelo jogo de ida da final da Série C. A oportunidade será diante do Gama-DF, na estreia azulina pela Copa Verde, em jogo único, válido pelas oitavas de final do torneio regional, no estádio Mangueirão, em Belém. Com um retrospecto nada animador no certame, a equipe espera iniciar a campanha de forma positiva e como um fator motivacional extra para o compromisso de sábado (30) pela Terceirona. O jogo de hoje será transmitido ao vivo pela TV Cultura.

Um alento para os torcedores para a partida frente ao Verdão é o retorno de atletas liberados pelo departamento médico, após recuperação do novo coronavírus: Mimica, Gelson, Carlos Alberto, Augusto e Salatiel. E, de imediato, a tendência é que o centroavante retorne ao time titular e seja opção mais incisiva de ataque ao preparador físico Renan Capra, que segue interinamente no comando técnico.


Apesar da cabeça ainda voltada para o capítulo final da terceira divisão, os atletas seguem focados para esta tarde e com razão. Menos badalado que o Tigre goiano, ainda assim, o Gama-DF demonstrou ser um time perigoso e determinado, ao ter feito uma bela apresentação contra o Santos-AP no domingo (24) e vencido bem o confronto por 2 a 0. Por ser um jogo único, a situação naturalmente deve deixar os visitantes ainda mais otimistas para um novo triunfo no embalo da derrota azulina no sábado passado.

Por isso, quem for jogar destaca a importância do time juntar os cacos e mirar na vitória e, consequentemente, na classificação. “A gente sabe da importância desse jogo, sabe o quanto é importante ganhar. Então a gente vai fazer um jogo inteligente. Eu particularmente, assim como alguns companheiros, não conheço o time deles (Gama), mas temos que estar preparados para tudo. Vamos buscar um grande jogo e um resultado positivo”, pontuou o meia-atacante Felipe Gedoz.

(Diário do Pará)