O Remo sentiu o gosto amargo do vice-campeonato da Copa Verde pela segunda vez. Mesmo vencendo o Brasiliense-DF no tempo normal por 2 a 1, o Leão perde nos pênaltis e viu o Jacaré fazer a festa no Mangueirão, nesta quarta-feira (24).

O jogo começou com dificuldades em campo, mas o Remo aproveitando o fator casa para atacar. Seja em bola alta com Rafael Jansen ou por baixo com Hélio, que chutou na entrada da área para defesa do goleiro Edson Sucuri.

Se não deu por baixo, o jeito foi por cima e pelo alto o Remo abriu o placar: Felipe Gedoz cobrou falta e encontrou Fredson pelo alto para marcar o gol remista. Remo 1 a 0.

Depois o Leão foi só pressão e teve duas chances claras de gol: primeiro com Wellington Silva que recebeu da entrada da área e chutou pra fora e depois foi a vez de Wallace na pequena área finalizar em cima do goleiro.

O Brasiliense-DF ficou preso a marcação e a melhor chance que teve foi em cobranças de escanteio, onde a defesa azulina teve bastante trabalho para marcar os homens de amarelo.

Na etapa final, o Jacaré chegou ao empate aos quatro minutos: cruzamento na área e Zé Love usou a cabeça para deixar tudo igual, mas a festa do time candango durou dez minutos. Em cobrança de falta de Felipe Gedoz, Rafael Jansen aparece para marcar o segundo do Leão.


Com a expulsão de Balotelli, o Remo foi pra cima e conseguiu apenas uma bola na trave com Dioguinho, enquanto que Jefferson perdeu a única chance do Brasiliense-DF no jogo.

A disputa do título foi para os pênaltis onde cada clube acertou quatro das cinco cobranças. Na primeira alternada, Diogo marcou para o Jacaré e Wellington Silva chutou pra fora e o Brasiliense-DF acabou com o título da Copa Verde 2020.

Agora, o Remo se volta para o Parazão onde enfrenta o Gavião Kyikateje na estreia do torneio, na segunda-feira (1º).

FICHA TÉCNICA

REMO: Vinicius; Wellington Silva, Fredson, Rafael Jansen e Marlon (Lailson); Pingo (Dioguinho), Lucas Siqueira e Felipe Gedoz; Augusto (Thiago Miranda), Hélio e Wallace.

Técnico: Paulo Bonamigo

BRASILIENSE-DF: Edson Sucuri; Diogo, Badhuga, Keynan e Balotelli; Aldo, Sandy, Luquinhas (Jefferson) e Zotti (Gustavo); Zé Love (Peu) e Maicon Assis (Romarinho)

Técnico: Vilson Tadei

ÁRBITRO: Jeferson Ferreira de Moraes (GO)

ASSISTENTES: Christian Passos Sorence (GO) e Leone Carvalho Rocha (GO)

CARTÕES AMARELOS: Balotelli, Sandy e Zé Love (BRA)

CARTÃO VERMELO: Balotelli (BRA)

LOCAL: estádio Mangueirão / Belém (PA)